Bolsonaro elogia Magno Malta, mas não o confirma no governo

"Se eu fosse ofertar um ministério para todos os amigos que me ajudaram durante a campanha, ficaria complicado", enfatizou o futuro presidente, nesta quarta-feira (5), em Brasília

Agência Brasil / redacao@diarioam.com.br

Brasília – O presidente eleito Jair Bolsonaro disse, nesta quarta-feira (5), que o senador Magno Malta (PR-ES) terá espaço em seu governo, mas não indicou qual seria o cargo. Malta candidatou-se à reeleição, mas não conseguiu renovar o mandato de senador. Segundo Bolsonaro, “as portas estão abertas” para o parlamentar, que foi convidado para ser candidato a vice na chapa do presidente eleito e recusou.

Jair Bolsonaro e Magno Malta (Foto: Divulgação)

“As portas estão abertas para ele. (Quanto à) questão de um possível ministério, nós não achamos adequada no momento. Agora, ele pode, sim, estar do meu lado, em outra função. As portas nunca foram fechadas para ele. Se eu fosse ofertar um ministério para todos os amigos que me ajudaram durante a campanha, ficaria complicado”, enfatizou o futuro presidente.

Bolsonaro disse que é um “devedor” de Magno Malta, a quem é “grato”, mas ressaltou que “não houve um compromentimento neste sentido durante a campanha”. Para o presidente eleito, o “perfil dele (Malta) não se enquadrou” ao ministério que está sendo montado.