Braga anuncia projeto que reduz imposto para fábricas de Manaus que gerarem mil empregos

O programa 'Emprego Já' concede 5% de isenção do ICMS para a empresas do Polo Industrial que gerarem mil empregos com o compromisso de mantê-los por um ano

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O candidato ao governo do Amazonas, senador Eduardo Braga (PMDB) anunciou, nesta sexta-feira (11), um novo projeto na área de geração de emprego, em seu plano de governo. Trata-se do programa ‘Emprego Já’, que vai conceder 5% de isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para a empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) que gerarem mil empregos com o compromisso de mantê-los por um ano.

“Para cada mil empregos gerados no Polo Industrial de Manaus, a empresa terá o benefício de 5% de isenção do ICMS. Vamos recuperar os postos de trabalho perdidos na nossa indústria nos últimos anos. O amazonense precisa de ‘Emprego Já’”, disse Braga.

O candidato afirmou que a isenção do Imposto vai ajudar as empresas a retomarem o crescimento (Foto: Divulgação)

O candidato afirmou que a isenção do Imposto vai ajudar as empresas a retomarem o crescimento, gerando postos de trabalhos indiretos a partir dos empregos diretos. “Para cada mil empregos diretos, são criados quatro mil indiretos. Isso quer dizer que, somente com essa ação do ‘Emprego Já’, teremos cinco mil novos postos de trabalho para o amazonense que hoje está engrossando a fila do desemprego no Estado”, comentou.

A declaração foi dada por Braga em um evento onde ele e seu candidato a vice-governador, Marcelo Ramos (PR), receberam o apoio de lideranças políticas do interior do Estado. Alguns prefeitos e vereadores que apoiavam outras candidaturas receberam o agradecimento de Braga. “Quero dizer que essa adesão é importante e que nós agradecemos a todos os prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e ex-vereadores pelo apoio”, disse.

Braga e Marcelo agradeceram os apoios que, segundo eles, garantiram a coligação União pelo Amazonas no segundo turno das eleições suplementares. “Quero agradecer de coração a todos que, com muita luta, conseguiram nos levar a essa nova etapa da eleição. Foi uma batalha difícil, sem os apoios das máquinas públicas, mas que vencemos com a força e a coragem de quem acredita que o Amazonas Tem Jeito”, disse Eduardo.

Marcelo deu as boas vindas às lideranças políticas e militantes que chegam dar apoio a coligação no segundo turno. “Sejam bem vindos todos que no primeiro turno apoiaram a Rebecca Garcia, o José Ricardo, o Luiz Castro e demais candidatos. Tenho certeza que a soma de nossas forças nos levarão à vitória nesta eleição”, afirmou.

O candidato a vice-governador destacou que o apoio recebido, ontem, é de alguns lideres de diretórios do Partido Progressista (PP) de municípios como Alvarães, Jutaí, Iranduba, Manacapuru, Itacoatiara, Tonantins, Juruá e Anori.

Conforme o secretário-geral do PMDB, Miguel Capobiango, todos que quiserem demonstrar apoio à candidatura de Braga, serão, segundo ele, bem vindos, no entanto, quem quiser aderir à campanha, deve estar de acordo com o plano de governo da coligação. “Não houve uma aliança do partido, mas sim com os diretórios municipais com as suas lideranças. São líderes que já estavam conosco e outros eram os que estavam trabalhando com a Rebecca Garcia e a Liliane Araújo no primeiro turno”, disse, ao ressaltar que eles já têm o apoio de líderes do PT que, segundo ele, optaram por não esperar por uma decisão do partido.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES