.

Eduardo, Amazonino e Rebecca disputam eleição para governo do AM; veja os outros 5 candidatos confirmados

Confira as candidaturas para a eleição suplementar do governador do Amazonas, no dia 6 de agosto

Asafe Augusto e Álisson Castro/redacao@diarioam.com.br

Manaus – Estão definidos os oito candidatos para a eleição ao governo do Amazonas. O Estado passa por eleições suplementares para escolher os substitutos de José Melo (PROS) e de Henrique Oliveira (Solidariedade), que tiveram os mandatos de governador e vice cassados. Else são acusados de compra de votos nas eleições de 2014.

Estão confirmados Eduardo Braga (PMDB), Amazonino Mendes (PDT), Rebecca Garcia (PP), Marcelo Serafim (PSB), Liliane Araújo (PPS), Wilker Barreto (PHS),  Luiz Castro (Rede) e José Ricardo (PT). Silas Câmara (PRB) desistiu da candidatura na última hora.

Veja os candidatos e os vices:

  • Eduardo Braga (PMDB) e Marcelo Ramos (PR)
  • Rebecca Garcia (PP) e Abdala Fraxe (PTN)
  • Amazonino Mendes (PDT) e Bosco Saraiva (PSDB)
  • José Ricardo (PT) e Sinésio Campos (PT)
  • Liliane Araújo (PPS) e Cabo Lobo (PPS)
  • Marcelo Serafim (PSB) e Sirlam Cohen (PMN)
  • Wilker Barreto (PHS) e Professora Jacqueline (PHS)
  • Luiz Castro (Rede) e João Victor Tayah (PSOL)

 

De acordo com decisão do Tribunal Regional Eleitoral no dia 12 de maio, a eleição está marcada para o dia 6 de agosto. Se houver segundo turno, será no último domingo do mês, dia 27 de agosto. O pleito deve envolver mais de 8 mil pessoas entre servidores e colaboradores e serão utilizadas mais de 7 mil urnas eletrônicas.

As propagandas eleitorais para escolher o novo governador do Amazonas serão feitas entre 20 de junho e 4 de agosto. No segundo turno, se houver, a propaganda será entre 7 e 26 de agosto. Para o pleito suplementar será destinado um orçamento de R$ 18,5 milhões, considerando os dois turnos.

O Amazonas tem cerca de 3,3 milhões de eleitores. Mais da metade, 1,2 milhão reside na capital, Manaus.

 

Eduardo Braga

O senador Eduardo Braga terá como vice Marcelo Ramos., A coligação para este pleito será formada por PMDB, PR, PTB, PCdoB, SOLIDARIEDADE, AVANTE e PSDC. O senador Eduardo Braga ressaltou os problemas ocorridos na última eleição, pois, de acordo com ele o pleito ocorrido em 2014 foi ganho com irregularidades.

“Ele (José Melo) roubou a esperança do amazonense. O Amazonas tem jeito, o que falta é governo. Vamos trabalhar para reestruturar o Estado. Existem pessoas que passam anos na fila. O governo não tem coragem de dar a atenção que as pessoas merecem. Isso é um problema na capital e interior”, disse. Melo foi cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) por compra de votos.

 

Amazonino Mendes

Em seu discurso, nesta sexta-feira, Amazonino enalteceu as obras que fez quando governou o Amazonas. Amazonino falou que a situação do país mostra a falência do política brasileira. “Aqui não é diferente. Quando nós deixamos o governo, deixamos as contas em dia. Hoje, quebraram o Estado, por isso, que o Negão deixou o pijama e veio para a luta”, afirmou. Sobre sua idade, o ex-governador brincou falando ‘não vou disputar maratona, vou governar’.

Rebecca Garcia

O governador interino David Almeida anunciou que apoiará a candidatura da ex deputada federal Rebecca Garcia (PP) para governo do estado e do deputado estadual Abdala Fraxe (PTN) como candidato a vice governador.

De acordo com o governador, a decisão ocorreu porque o partido negou a ele a possibilidade de concorrer ao governo do estado. “Eu não me curvo, eu não dobro. Sei que vou pagar um preço muito alto. Contrariar interesses que eu estou contrariando não vai sair barato”, disse David.

Segundo Rebecca, o apoio do governador é muito importante. “O governador abriu um precedente importante para todos nós”, afirmou.

 

Marcelo Serafim

Em convenção realizada na manhã desta sexta-feira (16), o presidente  estadual do Partido Socialista Brasileiro (PSB), vereador Marcelo Serafim, foi oficializado como candidato ao Governo do Estado e selou sua chapa com o administrador Sirlan Cohen, presidente municipal do PMN, como candidato a vice. Marcelo Serafim disse que é preciso renovar a política no Amazonas. O candidato falou ainda sobre os problemas que, segundo ele, o Estado está enfrentando por erros da administração anterior.

“Na vida pública entendemos que jamais devemos trocar a postura pela estrutura. Nós não podemos fazer a má política.  Uma campanha que tire o Amazonas do buraco que ‘eles’ colocaram. Não somos os responsáveis pela desesperança.  São  ‘eles’ que plantaram a desesperança no coração do povo do Amazonas. E vamos plantar a esperança, com uma Saúde melhor tanto no interior como na capital. Estamos acostumados a ver uma Educação totalmente  desestruturada”, disse.

 

Wilker Barreto

O presidente da Câmara Municipal de Manaus, vereador Wilker Barreto foi escolhido na manhã desta sexta-feira pelo PHS para disputar o governo do Amazonas. Wilker terá como candidata a vice-governadora a também vereadora Professora Jacqueline (PHS), numa chapa ‘puro-sangue’ do partido. “Hoje existe um grande vácuo na política e eu estou tendo uma boa experiência em um dos maiores orçamentos do Amazonas que é a Câmara Municipal de Manaus. Par se ter uma idéia, nenhum município, fora Manaus, tem um orçamento maior que a Câmara e eu estou tendo sucesso como gestor. Outra coisa, eu sou amazonense, moro aqui e sou político. Se eu não puder colaborar com o meu Estado, o que eu estou fazendo na vida pública?”, afirmou.