Apoio a Bolsonaro visa defesa da ZFM e asfaltamento da BR-319, diz Amazonino

Candidato à reeleição, o governador do Amazonas destacou que o apoio ao presidenciável do PSL é estratégico. “Bolsonaro reflete o que há de melhor para o Estado”, disse

Asafe Augusto / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O governador Amazonino Mendes (PDT), que disputa a reeleição, ressaltou, nesta manhã, em entrevista no programa DIÁRIO DA MANHÃ, da RÁDIO DIÁRIO 95,7, o apoio ao candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL). Amazonino destacou que sua decisão é estratégico em defesa do Estado, da Zona Franca de Manaus (ZFM), e do asfaltamento da BR-319 (Manaus-Porto Velho).

Amazonino concedeu entrevista à RÁDIO DIÁRIO, nesta quarta-feira (Foto: Raquel Miranda)

“O Bolsonaro reflete o que há de melhor para o Estado do Amazonas. Ele é muito identificado com os militares e, se parar para refletir, tudo o que nós temos foram os militares que nos deram, como o aeroporto, a Zona Franca – projeto que ficou  parado dez anos – a BR-319, além de traçarem a 174 (Manaus-Boa Vista) e a Perimetral Norte”, disse.

O governador disse que a decisão de apoiar o candidato do PSL foi pessoal e atende aos ideais do Estado. “Os militares têm um carinho especial pela Amazônia e entendem que é preciso defendê-la. O resto do Brasil nos persegue e mutila. Minha decisão foi pessoal, embora meu partido tenha toda inclinação para apoiar a candidatura do Haddad”, ponderou.

Amazonino Mendes afirmou que não vai seguir as orientações do partido pois, segundo o governador, elas não refletem as necessidades da Amazônia.

“Eu discuto com quem quiser, Bolsonaro é a garantia de intocabilidade da Zona Franca. É decisão de patriotismo. Meu dever é com o Amazonas e não com o meu partido. O que sou não devo ao partido, mas ao meu Estado. Eu votei no Ciro (Gomes- PDT) , cumpri meu dever, mas se o partido vai dar orientação contra o Amazonas não vou apoiar”, ressaltou.