Empresário suspeito de desviar R$ 60 milhões da Prefeitura de Tapauá é preso

Segundo o Ministério Público, ele foi um dos financiadores da campanha de José Bezerra Guedes, o Zezito, e passou a ganhar as principais licitações para obras na cidade

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O empresário Walter Oliveira Maia, acusado de comandar o esquema de corrupção que resultou na prisão do prefeito de Tapauá, José Bezerra Guedes, em 2017, foi preso em Manaus. Segundo as investigações, ele teria desviado mais de R$ 60 milhões dos cofres públicos, só no ano passado. Segundo o Ministério Público, Maia foi um dos financiadores da campanha de José Bezerra Guedes, o Zezito, e passou a ganhar as principais licitações para obras na cidade.

Segundo o Ministério Público, empresário desviou R$ 60 milhões. (Foto: Reprodução)

O empresário foi preso em uma das casas que possui em Manaus. Em novembro, uma operação prendeu nove pessoas, entre elas o prefeito de Tapauá, José Bezerra Guedes, o Zezito, além de três vereadores do município. De 11, dez foram afastados do cargo. Walter era o único foragido.

Em uma gravação, o empresário entrega um envelope com R$ 5 mil para o vereador Davi Menezes. O parlamentar denunciou o caso e, a pedido dos promotores, agiu como agente infiltrado para levantar provas contra a quadrilha.