Pré-candidato à presidência, Paulo Rabello apresenta proposta de Tripé Amazônico

Em visita à Manaus, o economista se reuniu com empresários e defendeu propostas para o desenvolvimento da região amazônica

Maria Luiza Dacio / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Em visita à capital amazonense, o pré-candidato à presidência da República, Paulo Rabello (PSC), se reuniu, na tarde desta quarta-feira (16), com cerca de 15 representantes da Associação Comercial do Amazonas (ACA), na sede da entidade, no Centro de Manaus. Na conversa, o ex-presidente do IBGE e do BNDES chamou o presidente da república de ‘São Temer’ e garantiu saber ‘onde está o dinheiro do País’.

Pré-candidato à presidência, Paulo Rabello apresenta proposta de Tripé Amazônico (Foto: Divulgação)

O encontro foi marcado por promessas de campanha e um tom esperançoso do pré-candidato, que entregou nas mãos do presidente da ACA, Ataliba David Antônio Filho, uma lista com 20 metas que, de acordo com ele, ‘colocarão o País nos eixos’, além de uma proposta de Tripé Amazônico formado por Pesquisa e Desenvolvimento, Alta Tecnologia e Turismo Verde.

“São figurinhas repetidas em Brasília, eles não fazem! Os dias passam, a noite chega e ação não se realiza. Se, em dois anos, o ‘cara’ não estiver performando, pode mandar para casa”, criticou Paulo.

“A Amazônia precisa de ideias inovadoras. O tripé é formado inicialmente por Pesquisa e Desenvolvimento, aplicados não só na floresta, mas, também, em pesquisas aquáticas e hidroviárias, essas pesquisas são relevantes pois abrangem a área de energia e mineração”, afirmou. Paulo disse que a mineração será um projeto a se desenvolver na região, e futura fonte para o Amazonas.

A Zona Franca de Manaus foi lembrada como vitoriosa, patrimônio inteligente do Brasil, mas que necessita de novas adaptações. “A ZFM precisa passar da fase repetitiva e manufatureira, para absorver um alto padrão de tecnologia. Entra a segunda perna do tripé: ‘alta tecnologia’, que objetiva a indústria”, disse. Para isso, Rabello argumentou sobre a necessidade de um esforço permanente do BNDES, objetivando ajudar o Banco da Amazônia (BASA) e outros órgãos de desenvolvimento da região.

O terceiro item da proposta Tripé Amazônico é o Turismo Verde. Para o concorrente, é um ‘absurdo’ que o Amazonas receba poucos turistas. “Não só os nacionais, mas também os internacionais precisam visitar esse verdadeiro paraíso que é a nossa Amazônia, cujo principal porto está em Manaus”, defendeu Paulo.

Sobre a BR-319, o pré-candidato frisa que a rodovia precisa ser ecologicamente orientada com as adequadas proteções ambientais. “É uma rota de passagem espetacular para o futuro turismo que vai abraçar essa região. No momento está como se fosse uma artéria entupida e segmentada. Precisamos desobstruir essa artéria do desenvolvimento da Amazônia, que é a BR-319”, assinalando como compromisso.

Outro tópico apresentado por Paulo foi a ‘defesa da família’. “Não é a arma, é a desarma. Gastaremos na proteção das fronteiras. Nossas famílias precisam estar seguras”, disse.