PSDB diz que 800 mil filiados estão aptos a votar em prévias entre Arthur e Alckmin

A informação foi divulgada nesta quarta-feira (10), na coluna Painel da ‘Folha de S. Paulo’

Manaus – As prévias do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) para a escolha do candidato à presidência da República, em 2018, conta com 800 mil filiados aptos a votar, segundo informação publicada, nesta quarta-feira (10), na coluna Painel da ‘Folha de S. Paulo’. A disputa deve ser entre o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

O Amazonas conta com, aproximadamente, 12.700 filiados ao PSDB, em situação regular, para participar das eleições prévias do partido, de acordo com o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Já São Paulo conta com 308.964 em situação regular e o Rio de Janeiro possui 97.566 filiados em situação regular.

Ainda nesta terça-feira (9), o jornal ‘O Globo’ publicou que Arthur Virgílio estaria ‘ressabiado’ com relação as prévias, pois recebe informações “em gostas”. Além disso, a nota diz que o prefeito de Manaus informou ao deputado Carlos Sampaio, jurídico das prévias presidenciais tucanas, que não aceita excluir Manaus e São Paulo dos debates e quer o Rio de Janeiro na lista.

No início deste mês, a coluna do jornalista Ancelmo Gois, também no jornal ‘O Globo’, publicou que será lançado, no Rio de Janeiro, o Movimento Popular Arthur Virgílio Presidente, pelo ex-deputado Alexandre Farah, amigo e colega de turma do prefeito de Manaus, no Rio.

Em entrevista ao ‘Estadão’, o ex-presidente da República e presidente de honra do PSDB, Fernando Henrique Cardoso, não garantiu que Alckmin seja o nome do partido para as eleições. Ele declarou que o governador de São Paulo, precisa provar certas habilidades para ser indicado candidato do partido nas eleições deste ano.

Arthur Virgílio Neto deve disputar as prévias partidárias para a escolha do candidato a presidência da República, em 2018 (Foto: Divulgação/PSDB)

Comissão

Ainda em dezembro do ano passado, o PSDB anunciou a criação de uma comissão, com membros indicados pelos pré-candidatos para realização da eleição prévia. Para Arthur Virgílio, o partido dá sinais de um reencontro com a democracia e as prévias são essenciais para o próprio fortalecimento do partido.

“Alckmin cumpre com o que havia me prometido: prévias amplas, gerais e irrestritas. Se custar caro, não é custeio, é investimento aplicar dinheiro na democracia”, defendeu. “Eu sou plenamente favorável que a eleição prévia seja com todos os filiados”, declarou Geraldo Alckmin, que também é o presidente do partido.

Compõe a comissão para as prévias do PSDB, o do governador de Goiás, Marconi Perillo; senador Tasso Jereissati (CE); o suplente de senador José Anibal (SP); e os deputados Marcus Pestana (MG), Carlos Sampaio (SP) e Yeda Crusius (RS).