Ação social leva serviços de saúde às vítimas do incêndio no bairro Educandos

O projeto Prefeitura + Presente foi realizado neste sábado (22), na Escola Municipal Nazira Chamma Daou, e foi destinado especialmente às vítimas do incêndio que ocorreu no bairro Educandos, na segunda-feira (17)

Manaus – A 16ª edição do projeto Prefeitura + Presente levou assistência social às vítimas do incêndio no bairro Educandos, na Escola Municipal Nazira Chamma Daou, situada na Rua Inácio Guimarães, no mesmo bairro, zona sul da capital, neste sábado (22). O projeto ofereceu serviços médicos, psicológicos, aferição de pressão, massoterapia, atividades lúdicas, cortes de cabelo masculino, cadastro de emprego e limpeza facial.

O evento ocorreu das 8h às 12h. De acordo com o prefeito Arthur Virgílio Neto, 90 servidores da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) compareceram à ação, destinada especialmente às vítimas do incêndio que ocorreu no bairro Educandos, na segunda-feira (17). “Essa edição do Prefeitura + Presente é extraordinária, precisamente para darmos seguimento ao trabalho que começamos na hora do fogo”, disse Arthur.

Críticas

Durante a ação, o prefeito criticou a paralisação do transporte público, que iniciou na última quinta-feira (20) e se estendeu até sexta (21). Conforme Arthur, a situação já voltou à normalidade. “A greve tinha razão de ser e foi justa, porque era o salário que eles mereciam e tinham que receber. Mas o método foi ruim: deixar as pessoas no Centro da cidade, sem ir buscá-las. Era melhor não ter saído da garagem do que ter feito daquele jeito”, afirmou o prefeito.

O prefeito de Manaus também criticou os empresários responsáveis pelo pagamento dos rodoviários, afirmando que o empresariado tem o dever de ter o dinheiro para pagar os funcionários.

Anúncio