Acusado de matar homem por dívida de R$ 150 é condenado

A sessão de júri popular realizada na manhã desta segunda-feira (13), foi a primeira da pauta de julgamentos da 3ª Vara do Júri para este semestre

Manaus – A 3ª Vara do Tribunal do Júri iniciou, nesta segunda-feira (13), a pauta de julgamentos do primeiro semestre de 2020. O primeiro processo a ser julgado, com o número 0611748-62.2018.8.04.0001, tinha como réu Rogelson Nascimento da Silva, acusado de ter assassinado Leonardo Monteiro de Almeida, em 18 de março de 2018. Ele foi considerado culpado pelo Conselho de Sentença e condenado a seis anos de prisão pelo crime.

A sessão de julgamento foi presidida pelo juiz Rômulo Garcia Barros Silva. O réu teve em sua defesa a advogada Amanda de Oliveira Lopes, enquanto que o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) esteve representado pela promotora de justiça Márcia Cristina de Lima Oliveira. Rogelson estava respondendo o processo em liberdade e cumprirá a pena imposta pela Justiça em regime semiaberto.

Rogelson Nascimento da Silva cumprirá a condenação em regime semiaberto (Foto: Divulgação/TJAM)

O crime

De acordo com o inquérito policial que originou a denúncia do MPE-AM, no dia 18 de março de 2018, por volta de 17h, na Rua Prímula, do bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus, Leonardo estava alcoolizado, sentado em via pública, quando Rogelson o atacou, desferindo várias pauladas contra sua cabeça. A vítima morreu no local.

No depoimento, Rogelson alegou que havia emprestado R$ 150 à vítima e no dia do crime foi cobrar a dívida, mas Leonardo estava alcoolizado e partiu para agressão. Segundo ele, ao se defender com uma perna-manca, desferiu três pauladas contra Leonardo.

Anúncio