Adua lança nota pública para cobrar ações contra Covid-19

Associação se solidariza com todos que estão sofrendo com perdas e dificuldades causadas pelo coronavírus no estado do Amazonas

Manaus – A Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas (ADUA) publicou nesta quarta-feira (13), uma nota pública em solidariedade a todos que estão sofrendo com perdas e dificuldades causadas pela pandemia no Estado, e em todo o Brasil. Além disso, a associação cobra ações efetivas de governantes para combater a Covid-19.

No documento a associação destaca que a doença está trazendo sofrimento e morte em série para a população, sobretudo os empobrecidos e povos indígenas, provocada pela insegurança sanitária e agravada pela omissão e falta de compromisso político dos governantes.

Os pontos principais colocados em destaque na nota pela ADUA são os seguintes:

01. Solidarizar-se com os servidores da UFAM (técnico-administrativos, professores e alunos) que perderam e continuam a perder parentes e amigos de trabalho de nossa instituição em decorrência da pandemia de Covid-19, ao mesmo tempo em que expressa igual solidariedade à população desassistida pelo Estado em todo o Amazonas;

02. Denunciar a gravíssima omissão institucional das autoridades no âmbito federal, estadual e municipal que, esmo dispondo de meios e poder, negligenciam, de forma criminosa e injustificável, sua obrigação de garantir à população o direito constitucional à saúde e integridade da vida;

03. Responsabilizar o Estado brasileiro, na pessoa de seu governante maior, por negligenciar e sabotar as medidas sanitárias preconizadas pela Organização Mundial da Saúde para conter a tragédia humana e social da pandemia em curso, cujos efeitos mais devastadores se dão entre os socialmente mais vulneráveis: povos indígenas, população negra e classe trabalhadora, de modo especial os trabalhadores desempregados e os que sobrevivem da informalidade.

Anúncio