Advogada agredida em delegacia de Manaus recebe apoio da OAB-AM

A advogada Patrícia Pereira da Silva foi agredida por policiais em uma delegacia, enquanto tentava atender um cliente

Manaus – Nos últimos dias, o País registrou casos de agressões contra advogados em pleno exercício da profissão, Em Manaus, a advogada Patrícia Pereira da Silva foi agredida por policiais em uma delegacia.

Na ocasião, a advogada foi impedida de entrar na 6ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), onde estava um cliente. Foi na delegacia que as agressões aconteceram.

Segundo a denúncia, três policiais agrediram a advogada com empurrões e tapas, após negarem o acesso dela na 6ª Cicom.

Após as agressões, a profissional fez exame de corpo de delito, além de ter ido a um hospital da capital.

Com a confirmação das agressões, a corregedoria da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) foram acionados para o caso.

Repúdio

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM), por meio da presidente Grace Benayon, repudiou as agressões. “A advogada foi impedida de ver um cliente, autuado em flagrante. Além de proibida de entrar, ela ainda foi agredida”, disse a presidente.

 

Em represália às agressões, Benayon afirmou que a OAB-AM irá se movimentar. “Não podemos admitir que as agressões continuem acontecendo contra advogados. Vamos tomar as medidas judiciais cabíveis”, finalizou.

Atestado Médico Patrícia

Requisição Corpo de Delito

Anúncio