Agências de turismo são notificadas por uso de imagens de animais no AM

Durante a operação 25 agências de turismo e hotéis foram notificados por estarem fazendo uso irregular da fauna silvestre

Manaus- A Operação “Feira Virtual”, coordenada pelo IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) no Amazonas, notificou 25 agências de turismo e hotéis por estarem fazendo uso irregular da fauna silvestre local para fins publicitários.

(Foto: Divulgação)

A operação tem o objetivo de coibir o uso inadequado dos animais em materiais de publicidade nas redes sociais, websites e outros canais de divulgação, além de promover a conscientização sobre a importância de preservar a fauna, seu habitat e seus comportamentos naturais. Também visa prevenir a disseminação da gripe aviária que representar riscos à saúde humana e à biodiversidade local.

De acordo com o superintendente do órgão no Amazonas, Joel Araujo, a exploração econômica de animais silvestres para fotos e vídeos em redes sociais é prática recorrente em passeios turísticos na região metropolitana de Manaus, “os animais são oferecidos aos turistas, que geralmente pagam para tirar fotos manipulando-os de forma indevida, caracterizando uma forma de abuso.”, explicou.

Conforme o Art. 33 do Decreto nº 6514/2008, é proibido o uso comercial da imagem de animais silvestres mantidos em situação irregular, como em cativeiro ilegal, vítimas de abuso e/ou maus-tratos.

Durante a operação, os representantes das agências de turismo receberam notificações para a remoção das as imagens irregulares em suas publicidades, e ainda receberam orientações para a divulgação de boas práticas no turismo com animais.

O IBAMA, a AmazonasTur, a Polícia Turística da SSP-AM e a Associação dos Operadores Turísticos do Porto de Manaus (AM) se reuniram para discutir boas práticas no uso da fauna para fins turísticos.

O Ibama reforça a importância do cumprimento das leis ambientais e da conscientização sobre a preservação da fauna silvestre, garantindo a sustentabilidade do turismo no Amazonas.

Anúncio