Alerta: circulam na internet falsas cobranças em nome do ‘Casa Verde e Amarela’

Não há qualquer tipo de cobrança de taxa para inscrições no programa habitacional de interesse social

Manaus – Circula nas redes sociais uma publicação falsa que anuncia uma ‘vaquinha’ virtual em nome de um suposto contemplado do programa “Casa Verde e Amarela”. A Prefeitura de Manaus alerta à população que não há qualquer tipo de cobrança de taxa para inscrições no programa habitacional de interesse social e muito menos que os contemplados paguem as chaves para receber os apartamentos, quando sorteados.

Os sorteados pagam somente as prestações do financiamento, feito pela Caixa Econômica, para o “Casa Verde e Amarela”, conforme a faixa social. Uma publicação nas redes sociais anunciando uma vaquinha virtual para um suposto contemplado pagar as “chaves” chamou atenção da equipe da Vice-Presidência de Habitação e Assuntos Fundiários (Vpreshaf).

“Não há qualquer cobrança para o público, nem de taxa para inscrição nem para receber o apartamento, no caso dos sorteados. Em caso de dúvida, recomendamos que procurem os canais oficiais e até mesmo façam denúncias junto à polícia”, disse o vice-presidente da Vpreshaf, Renato Queiroz.

Atualmente, dois pontos da Habitação funcionam na capital para atender cidadãos que já tem cadastro para o programa municipal: um na galeria Espírito Santo, na rua 24 de Maio com a Joaquim Sarmento, Centro; e outro no shopping Phelippe Daou, no Jorge Teixeira, zona Leste, no Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) Municipal. Ambos funcionam de 9h às 13h.

“Temos um cronograma e todas as ações são amplamente divulgadas. Caso alguém tenha feito alguma negociação com o suspeito envolvendo cadastro, a orientação é procurar uma delegacia, fazer denúncia à polícia e registrar um Boletim de Ocorrência”, explicou Queiroz.

Responsável pela atualização do cadastro habitacional, a Vpreshaf atende de segunda a sexta-feira (exceto feriados) nos dois pontos.

Contato

Quem não tem cadastro deve esperar uma nova fase, que será anunciada. No momento, o serviço é exclusivo para atualização de dados. Para manter os cuidados com distanciamento social referentes à pandemia da Covid-19, os serviços são agendados previamente por telefone, via WhatsApp 98844-2001, para que não ocorram aglomerações.

Os agendamentos são feitos de 9h as 12h, e os que forem chamados a atualizar o cadastro devem levar os seguintes documentos: Carteira de Identidade e CPF; comprovante de residência (água, energia); Certidão de Casamento/Divórcio; Certidão de Nascimento dos filhos menores de 18 anos; e Título de Eleitor.

Os dados cadastrais disponíveis hoje na rede municipal são interligados ao Sistema Nacional de Cadastro Habitacional (SNCH). Antes de divulgar informações pessoais em cadastramento, a população deve verificar nas redes sociais e no site da Prefeitura de Manaus se está ocorrendo alguma ação oficial.

Anúncio