Alunos de Manaus participam de “Laboratório dos Sonhos” da Unicef

O objetivo é proporcionar debates e estimular soluções para problemas sociais vividos pelos participantes

Manaus – Mais de 200 alunos da Escola Estadual (EE) Gilberto Mestrinho, zona leste de Manaus, participam, neste fim de semana, da Jornada de Inovação, mais uma etapa do projeto ‘Laboratório dos Sonhos’. As atividades fazem parte de um evento inédito no Brasil, promovido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). O objetivo é proporcionar debates e estimular soluções para problemas sociais vividos pelos participantes, na comunidade onde vivem.

(Foto:Euvizaldo Queiroz/ Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar)

Para a ação em Manaus, jovens do bairro Colônia Antônio Aleixo, na zona leste da cidade, foram os escolhidos nas atividades. Dentro da unidade de ensino, os mesmos já desenvolvem, desde o ano passado, o Núcleo de Cidadania de Adolescentes (Nuca), que possui o selo do Unicef. Em conjunto, os estudantes debateram problemáticas e apontaram soluções.

Dentre as temáticas observadas no Nuca, os alunos conversaram sobre meio ambiente, espaços de lazer para a juventude, acesso ao mercado de trabalho e estigmatização sobre a área onde vivem. O projeto, de acordo com a estudante Daniely da Silva, 17, foi muito bem recebido pelos discentes.

“A gente escuta muito que os jovens não têm visão de futuro, mas eu enxergo que nós somos o futuro e tínhamos coisas para falar. Fomos ouvidos e hoje estou muito feliz de estar aqui, ter essa oportunidade. Tenho certeza que não vou sair como a mesma pessoa que cheguei”, compartilhou a aluna.

Programação 

Após a jornada de inovação, que se encerra neste domingo (3), os jovens participarão, nas próximas semanas, de oito encontros com oficinas e palestras que subsidiarão o passo a passo dos  projetos a serem desenvolvidos pelos participantes. Os tópicos que serão debatidos são: 1) Liderança e Propósito; 2) Direitos Humanos; 3) Criatividade; 4) Jornalismo Comunitário; 5) Meio Ambiente; 6) Arte Urbana; 7) Redes Sociais e 8) Elaboração de Projetos.

“O projeto vem instigar o aluno da rede estadual a mudar sua comunidade a partir dessas ferramentas expostas. Com esse conhecimento, eles são capazes de definir estratégias possíveis”, destacou a secretária executiva adjunta da Capital, da Secretaria de Educação, Edilene Pinheiro, que esteve presente no evento.

A mentoria acontecerá semanalmente, por grupos, que se já se dividiram neste sábado. Essa etapa vai preparar os participantes para a fase final do programa, intitulada de “Demoday”. Neste momento, os projetos de soluções desenvolvidos pelos jovens serão apresentados a um painel de avaliadores, composto por membros do setor público, lideranças sociais e investidores.

No fim, o objetivo é proporcionar a possibilidade de angariar suporte financeiro para que as iniciativas dos jovens, protagonistas do processo, saiam do papel e mudem a comunidade deles. O Demoday acontecerá em maio deste ano.

“Toda essa trajetória foi criada com uma intenção clara, a de proteção e prevenção contra as violências que acontecem contra crianças e adolescentes, e a possibilidade disso se tornar propostas de ação dos próprios envolvidos”, finalizou a chefe do escritório do Unicef em Manaus, Debora Nandja.

Anúncio