Alunos denunciam estrutura da Uninassau

De acordo com os estudantes que trafegam por beco ao lado da instituição de ensino, é constante o descolamento de azulejos fixados na parte lateral do prédio

Manaus – Na manhã desta terça-feira (17), alunos da Universidade Maurício de Nassau (Uninassau Manaus), na Avenida Djalma Batista, 377, bairro Chapada, zona centro-sul da capital, procuraram o GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC) para relatar problemas na parte estrutural do prédio. De acordo com os estudantes, é comum o descolamento de azulejos fixados na lateral da unidade durante chuvas e ventanias.

Segundo um universitário, que não quis se identificar, as reclamações são feitas desde 2014. “A diretoria já mudou três vezes e nada é feito. Os azulejos caem de uma altura considerável em um beco dentro do bairro Chapada, no qual trafegam alunos e moradores da região. Se atinge alguma pessoa, pode levar até a óbito. Não é de hoje que reclamamos com a direção, mas nada é feito”, conta ele.

Ainda conforme o estudante, “volta e meia” é feita uma ‘reforma’, mas nada de eficaz. “Eles ficam pintando o tempo todo, mas os azulejos continuam caindo. Eu, meus amigos e até moradores do bairro temos medo de passar por lá e sermos atingidos. Na última conversa que tivemos com a direção, no início do ano, falaram que iam arrumar, mas já estamos em dezembro e até agora nada”, relata.

O GDC tentou entrar em contato com a direção da instituição, mas até o fechamento da matéria não obteve resposta.

Anúncio