AM aluga estrutura de hospital por R$ 2,6 milhões

Unidade funciona nas dependências da Faculdade Nilton Lins. Aluguel foi arrematado sem licitação por conta de decreto governamental. Antes, o mesmo prédio era alugado por cerca de R$ 1 mi

Manaus – O governo do Estado vai gastar R$ 2,6 milhões por mês no aluguel do hospital qualificado como de campanha, que será instalado na Faculdade Nilton Lins, no Parque das Laranjeiras, Flores, zona norte. No local onde funcionou o hospital da Unimed Manaus em pleno atendimento era alugado pela operadora de saúde entre R$ 800 mil a R$ 1 milhão.

Como está em vigor decreto de situação de emergência, há dispensa de licitação para a contratação da unidade que o governo diz estar equipada, sem ter mostrado para a imprensa.

Ao todo, o Amazonas contabiliza 804 casos de coronavírus (Foto: Divulgação)

A reportagem apurou que os equipamentos estão em falta, pois os 13 respiradores que operavam no antigo complexo hospitalar foram removidos para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Delphina Aziz, na mesma zona.

Mais 168 casos de coronavírus foram registrados no Amazonas, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira (8), pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM). Ao todo, o Estado possui 804 infectados e o número de mortes chegou a 30.

Nesse sentido, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta chegou a dizer que a situação em Manaus é realmente preocupante, uma vez que, somente na capital foram registrados 712 casos, enquanto em outros 14 municípios do interior o total é de 92 casos. Além disto, ainda existem 120 pessoas aguardando o resultado do teste pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (LacenAM).

Durante coletiva, a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Pinto, informou que a capital registra 88% dos casos confirmados de Covid-19. “São 44 casos em Manacapuru com três óbitos, 11 em Itacoatiara, nove em Iranduba, sete em Santo Antônio do Içá, seis em Parintins com dois óbitos, três casos nos municípios de São Paulo de Olivença e Tonantins, dois casos em Careiro da Várzea e Presidente Figueiredo e um caso registrado nos municípios de Anori, Boca do Acre, Manicoré, Tabatinga e Novo Airão. Neste último também há um óbito”, disse Rosemary.

Segundo a FVS-AM, atualmente 608 pacientes estão em isolamento domiciliar, o que corresponde a 75% do total dos casos confirmados. O número de pessoas fora do período de transmissão do vírus, permanece em 44. Também existem 122 pacientes internados. Desses, 58 estão em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), 32 em rede privada e 26 em unidade pública. Existem 122 pacientes internados com suspeita de infecção por Covid-19.

Testes rápidos

Ainda segundo informado na coletiva online pela FVS-AM, os testes rápidos para Covid-19 só detectam o vírus no organismo das pessoas a partir do oitavo dia de infecção. A recomendação é que pessoas que estejam com falta de ar e febre, procurem uma unidade de saúde para receber atendimento adequado.

O uso de testes rápidos iniciou na terça-feira (7). “Hoje, no Lacen, estamos apenas com exames recentes em processamento. Antes, tínhamos uma demanda reprimida de exames, 600, 900 ou mil exames aguardando. Nós reestruturamos o Lacen, duplicamos a capacidade de diagnósticos e montamos um plantão de domingo a domingo. Com isso, colocamos em dia todos os exames pendentes, o que pode ter contribuído para o aumento no número de casos”, explicou Rosemary Pinto.

Em todo o País

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 20h20 desta quarta-feira (8), 16.188 casos confirmados do novo coronavírus no Brasil, com 820 mortes por Covid-19.

Prefeitura convoca mais de 400 profissionais para novo hospital

Mais de 400 profissionais de saúde, entre enfermeiros e técnicos de enfermagem, foram convocados pela Prefeitura de Manaus para assinar contrato temporário de seis meses e atuar na linha de frente do combate à pandemia de Covid-19, provocada pelo novo coronavírus. A medida foi anunciada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, pelas redes sociais, e já está publicada no Diário Oficial do Município. Os convocados devem iniciar a apresentação já na próxima semana.

Estado aluga hospital por 2,6 milhões. Aluguel foi arrematado sem licitação por conta de decreto #D24AM #InteragindoComANotícia #Credibilidade #Compartilhe

Posted by D24am on Thursday, April 9, 2020