AM retoma vacinação contra a Covid-19 em adolescentes de 12 a 17 anos, neste sábado

O anúncio foi feito pelo secretário de saúde Anoar Samad em coletiva de imprensa

Manaus -A vacinação contra a Covid-19 em adolescentes de 12 a 17 anos será retomada no Amazonas a partir deste sábado (18). O anúncio foi feito pelo secretário de saúde Anoar Samad em coletiva de imprensa realizada na Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) na tarde desta sexta-feira (17).

A decisão foi tomada após reunião extraordinária realizada entre os secretários municipais e estaduais, além de representantes da Fundação de Vigilância em Saúde e outros representantes das sociedades médicas amazonenses. Foi entendido que não havia nenhuma restrição pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de que a vacinação não pudesse continuar.

Foto: Renê Silva

A vacinação para os adolescentes sem comorbidades estava suspensa em todo o Brasil após decisão do Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que divulgou uma nota a qual restringia a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades. A nota informava a que de 3,5 milhões de adolescentes vacinados no Brasil, 1,5 mil apresentaram efeito adverso.

Entretanto, segundo o secretário estadual de saúde Anoar Samad, os efeitos adversos não foram graves e em sua maioria apenas efeitos colaterais comuns da vacinação.

“A decisão do Ministério da Saúde foi unânime, não houve discussão. Os secretários municipais e a Secretaria de Saúde do Amazonas decidiram continuar a vacinação dos adolescentes. A partir de amanhã retornaremos normalmente com a vacinação dos adolescentes de 12 a 17 anos”, afirmou.

Ainda conforme o secretário, essa decisão da retomada não foi apenas no Amazonas, ela também foi adotada na maioria dos estados brasileiros. A decisão também foi reforçada pelo avanço da vacinação. Somente em Manaus, 71% dos adolescentes de 12 a 14 anos foram vacinados.

A secretária Municipal de Saúde Shádia Fraxe respondeu ao pronunciamento do Ministério da Saúde afirmando que cada Município tem uma realidade diferente e que o estado do Amazonas tem particularidades próprias do estado.

“Todo o planejamento da vacina foi calculado estrategicamente. O planejamento a partir da oitava remessa foi deixado a critério dos municípios. Manaus bateu todas as metas da vacinação. Não tivemos em Manaus falta de doses, isso só nos mostra que a organização e planejamento das vacinas foram bem feitos e nos deu a capacidade de avançar”, pontuou.

A diretora técnica da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas Dra. Rosemary Costa Pinto (VSF-RCP) afirmou que o estado foi o primeiro a finalizar a distribuição das doses para maiores de idade e demais grupos prioritários.

“O Amazonas recebeu em janeiro um aporte maior de imunobiológicos. O estado foi o primeiro a distribuir as doses acima de 18 anos e dos 28 grupos prioritários. Isso nos permitiu avançar a vacinação para os adolescentes”, disse.

O secretário também apresentou dados da Covid-19 no Amazonas. Em um comparativo com relação aos casos registrados este ano e no ano passado, na primeira quinzena de setembro de 2020 foram registrados 1.500 casos, contra 131 casos na primeira quinzena de setembro de 2021.

Com relação o número de óbitos, essa redução foi ainda maior, com 143 mortes na primeira quinzena de setembro de 2020 contra 18 mortes no mesmo período de 2021, sendo uma redução de 87%.

 

Anúncio