Amazonas segue na fase laranja com redução de positividade para Covid-19

Novo boletim da FVS-RCP analisa período de 9 a 22 de fevereiro

Manaus – O Amazonas segue na fase laranja (risco moderado) para a transmissão do novo Coronavírus, com redução de 69% na média diária de casos e de 64% hospitalizações para Covid-19. O cenário epidemiológico atualizado consta em novo boletim da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP).

(Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

A análise compreende o período de 9 a 22 de fevereiro. Na média diária de casos, houve redução de 49% na capital do estado, Manaus, e 90% no interior. Nos 14 dias analisados, foram registrados 18.665 casos, representando uma taxa de incidência de 443 casos por 100 mil habitantes no estado.

No interior do estado, os municípios que se destacaram com maior taxa de incidência no número de casos foram Envira (1.698/100 mil hab.) e Eirunepé (1.249/100 mil hab.). Manaus (733/100 mil hab.) é o terceiro município no ranking de maior taxa de incidência no período analisado, seguido por Apuí (676/100 mil hab.), Japurá (674/100 mil hab.) e Pauini (579/100 mil hab.).

Nas hospitalizações, houve redução de 63% na capital e 68% no interior no período analisado de 14 dias. Foram registradas 2.009 hospitalizações por Covid-19 em 2022. Dessas, 53% (1.066/2.009) eram de idosos acima de 60 anos e 37% (740/2.009) em pacientes com idade de 20 a 59 anos. Já os menores de 20 anos representam 10% (203/2.009).

Entre os hospitalizados, 49% apresentam, pelo menos, um fator de risco, segundo detalha a assessora da SASS/FVS-RCP, Leíse Fernandes, que consolida os dados para produção do boletim. “São pacientes com diferentes comorbidades, com destaque para cardiopatias e diabetes, que são as de maior ocorrência em adultos e idosos, e imunossupressão em pacientes menores de 20 anos”, afirma.

Ainda conforme o boletim epidemiológico, a média móvel diária de óbitos no Amazonas por Covid-19 é de 2,6 óbitos por dia.

Já em 2022, foram registrados 231 óbitos por Covid-19, sendo 228 pacientes com idade indicada para vacinação contra a infecção. Desses 228 pacientes, 20% não tinham o esquema vacinal atualizado contra a Covid-19.

Considerando a população maior de 12 anos de idade, os pacientes sem vacinação apresentam um risco de 14,9 vezes maior de hospitalização do que aqueles com situação vacinal atualizada. Em relação aos óbitos, o risco chega a ser 3,9 vezes maior entre os que apresentam situação vacinal completa, quando comparado aos que não receberam nenhuma dose da vacina.

Anúncio