Enem: Ambulantes faturam com vendas de água, caneta e até churrasquinho

Vendedores ficaram satisfeitos com as vendas e esperam lucrar, até o fim do domingo, cerca de R$ 250

Manaus – Água, caneta e até churrasquinho foram vendidos em frente aos locais de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em Manaus, neste domingo (5). Teve quem aproveitou até o período de férias para lucrar.

Para garantir uma renda extra, Antônio Paiva, 50, usou o mês de férias do trabalho para comercializar garrafas de água em frente a Escola Estadual Professora Ruth Prestes, na zona norte de Manaus. Ele relatou que era a primeira vez que vendia durante a aplicação da prova do Enem e estava satisfeito com as vendas. A expectativa era de lucrar R$ 240 já no início da manhã de domingo.

Mesmo de férias do trabalho, Antônio Paiva tirou o domingo para vender garrafas de água para os candidatos (Foto: Gisele Rodrigues/Divulgação)

Ao todo, o vendedor levou garrafas de água e vendeu a R$ 1 cada uma. “Eu quis vender barato, não faz sentido cobrar preços absurdos. Vamos vender, mas também vamos ajudar os estudantes”, disse.

Em frente à Faculdade Boas Novas, na Avenida Rodrigo Otávio, zona centro-sul, vendedores ambulantes já assavam até mesmo churrasquinho, para a volta dos estudantes. Como a prova foi iniciada às 11h, os vendedores afirmaram que muita gente deveria sair com fome do primeiro dia de prova do Enem.

Leia também:

Em Manaus, candidatos chegam cedo em locais de prova “para não virar meme”

Mais de 165 mil no AM farão ‘novo’ Enem, neste domingo

Operadora de caixa chega atrasada no Enem pelo segundo ano consecutivo, em Manaus

Com dois pacotes de 50 canetas cada, na sede da Ulbra, no Japiim, zona sul, a vendedora Elizabeth Farias, 43, esgotou o estoque. Segundo ela, mesmo tendo canetas, muitos ainda compraram com medo de imprevistos. “Só falta uma pra mim e três águas. Muita gente comprando caneta. Agora, este ano, eu achei que estava mais devagar de vendas”, afirmou.

Anúncio