Amom Mandel não descarta que ataque à equipe esteja relacionado a crime político

A equipe de base políticas de Amom Mandel foi recebida a tiros durante visita no bairro Cidade de Deus

Manaus – O vereador Amom Mandel (Cidadania) disse durante uma coletiva de imprensa no final de manhã desta quinta-feira (4) que “não descarta a possibilidade de crime político” após o  atentado sofrido pela sua equipe de base política na última terça-feira (2) no bairro Cidade de Deus, zona leste de Manaus.

O vereador e candidato ao cargo de deputado federal na Câmara dos Deputados informou que o “atentado pode sim estar relacionado com crime político. No entanto, apenas a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) poderá fazer esse tipo de afirmação após o decorrer das investigações”.

De acordo com Mandel, foram registrados dois boletins de ocorrência. Um relacionado ao atentado sofrido por sua equipe e outro relacionado a ameaças direcionadas diretamente ao vereador. Ainda segundo Amom, a equipe dele não anda armada e nem em carro blindado.

“Nós dependemos do apoio da Secretária de Segurança Pública como qualquer cidadão em Manaus. O que eu espero é que as providências devidas sejam tomadas pelo governador Wilson Lima e pela SSP quanto a investigação devida a apuração dos fatos para garantir a segurança da nossa equipe e da população que nos apoia”.

O vereador disse que ainda na manhã desta quinta-feira recebeu uma ligação do governador do Estado em solidariedade ao atentado. “Segudo ele [Wilson Lima], tomará as providências necessárias”, relatou o vereador sobre a ligação. Ele explicou também que o caso será informado a Justiça Eleitoral e vai acompanhar de forma firme a apuração juntos aos orgãos de segurança pública.

“Infelizmente não posso fazer justiça com as próprias mãos nem realizar uma investigação paralela. O que depender de mim nós vamos tentar garantir a segurança de toda a nossa equipe e apoiadores. O atentado sofrido pela minha equipe é um dos muitos exemplos de como os criminosos se sentem a vontade para realizar atentados desse tipo, impor suas ideologias e opiniões, não respeitando o processo democrático em pleito eleitoral”, disse Amom Mandel.

Atentado

O carro que estava com adesivos da convenção da pré-campanha de Amom para deputado federal foi abordado por homens em uma motocicleta, de placa ainda não identificada, na útlima terça-feira (2) em uma visita no bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus.

Durante a abordagem antes de efetuar os disparos contra o carro da equipe, os suspeitos gritaram “Amom aqui não”. Ninguém foi atingido. A equipe do vereador estava apurando denúncias relacionados a ônibus conduzidos indevidamente por pessoas do bairro e denúncias sobre infraestrutura nas paradas de transporte público do local.

 

Anúncio