Árvore de Natal ‘caríssima’ de Wilson Lima é desmontada em Manaus

Pagamentos sobre o serviço de montagem e desmontagem foram suspensos pelo TCE-AM

Manaus –  A tradição católica diz que a árvore de Natal deve ser desmontada no dia 6 de janeiro, dia de reis. Mas árvore instalada na praça São Sebastião, no Centro de Manaus, zona sul, que custou aos cofres públicos cerca de R$ 1,5 milhão foi desmontada na manhã deste sábado (26), um dia pós o Natal. Os pagamentos sobre o serviço de montagem e desmontagem foram suspensos pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM). Este dia também marca o início de um novo decreto do governador Wilson Lima para conter o avanço da Covid-19 no Estado, fato que foi ignorado pelo gestor estadual

Essa árvore causou polêmica quando foi descoberto que o valor que seria pago a empresa para realizar a montagem e manutenção da árvore era de R$ 2 milhões e por conta da pandemia do novo coronavírus, dispensou licitação.

Após vasta divulgação na imprensa sobre o valor alto que seria pago, a empresa que seria responsável pelo serviço desistiu do negócio e outro contrato foi feito, ainda sem licitação, e o preço caiu para cerca de R$ 1,5 milhão. Valor que é 408% maior que o pago pelo mesmo serviço em 2019. Sendo que a árvore é a mesma instalada no ano passado.

O valor causou estranheza e também o fato da árvore ser desmontada um dia após o Natal, indo contra a tradição católica que realiza a desmontagem da árvore no dia 06 de Janeiro, dia de reis.

“Eu venho todo ano tirar foto com a árvore. Hoje Chama o minha amiga para bater umas fotos e me deparo com isso, tudo desmontado. Isso nunca aconteceu. Não passado eu vim no ano Novo e ainda estava tudo montado,” disse a autônoma Alciely Feitosa.

Árvore de Natal que custou mais de R$1,5 milhão ao cofres públicos está sendo desmontada.

#AOVIVO – Árvore de Natal que custou mais de R$1,5 milhão ao cofres públicos está sendo desmontada

Posted by D24am on Saturday, December 26, 2020

Anúncio