Após polêmicas sobre suspensão, locais de prova têm endereços errados; veja vídeo

Um dos candidatos que veio de São Gabriel da Cachoeira afirma que gastou mais de mil reais para realizar a prova em Manaus

Manaus – Candidatos que foram realizar a prova para o concurso da Polícia Militar na manhã deste domingo (6), reclamaram após não conseguirem encontrar os locais de provas descritos no cartão de prova. Após muita polêmica durante a semana sobre a realização da prova, na tarde da última sexta-feira (4) a justiça autorizou por meio de uma suspensão de liminar e a prova foi mantida. Em meio a essas decisões muitos candidatos se sentiram prejudicados com as medidas.

Candidatos que protestam em frente de uma das escolas onde está sendo realizado a prova (Foto: Adriano Santos)

O militar Frank Augusto Braga Pereira, afirma que gastou mais de mil reais para chegar em Manaus e realizar a prova, mas devido o conflito nas informações sobre o local da prova repassadas pela banca, ele não conseguiu chegar  a tempo no novo endereço.

“Foi mais de três dias de viagem e teve essa de cancela, não cancela. A gente foi lá, porque o local no comprovante está Tapajós e não está Cachoeirinha. Chegamos lá ficamos esperando abrir o portão, só depois vieram nos informar que tinham mandado para outro endereço a escola, e não falaram isso pra gente. Muita gente veio de fora, eu gastei mais de mil reais de passagem de São Gabriel da Cachoeira pra fazer esse concurso, mais de cinco anos esperando pra fazer a prova e agora perdi a prova… agora o sentimento que fica é de raiva”, disse o militar.

O candidato Jhonata Matos da Silva, 21, veio de Roraima e disse que está desde o ano passado se preparando para a prova e afirma que também sofreu com o mesmo problema.

“Chegamos no local de prova está uma placa dizendo que foi mudado de endereço, a gente coloca no GPS e não acha de jeito nenhum, coloca o nome da escola e da lá no Centro, chegamos lá no local de prova os portões estavam fechados. Agora nós vamos na delegacia realizar um Boletim de Ocorrência contra a FGV e ver o que acontece” disse Jhonata.

Vídeos de candidatos reclamando em frente aos locais de provas foram compartilhados nas redes sociais e em grupos de aplicativo de mensagens. “Todo mundo chegando no horário certo mas não avisaram que o local mudou aqui”, disse um dos candidatos no vídeo.

Veja vídeo:

Anúncio