Aposentados e pensionistas podem ter benefícios suspensos, em julho

Pelos cálculos do Fundo Previdenciário do Estado do Amazonas (Amazonprev), mais de 1,3 mil beneficiários serão afetados, a partir do dia 1º, devido à pendencias no recadastramento

Amazonas – Pelos cálculos do Fundo Previdenciário do Estado do Amazonas (Amazonprev), pelo menos 1,3 mil aposentados e pensionistas, com aniversários em junho, e pendentes de recadastramento, poderão ter os benefícios suspensos, já a partir da próxima segunda-feira, dia 1º de julho, conforme determina a Lei Complementar 30/2001.

Portanto, os segurados têm até sexta-feira (28) para garantir a manutenção dos salários em dia. Para isso, os beneficiários devem comparecer na sede da Amazonprev, na avenida Visconde de Porto Alegre, 486, Centro, portando RG, CPF e comprovante de residência atualizados.

O processo é rápido, e pode ser feito no horário das 8h às 13h30. No ato do recadastramento é emitido um comprovante que garante ao beneficiário a regularização de seus recebíveis por mais um ano.

Segurado tem até sexta-feira (28) para garantir a manutenção dos salários em dia (Foto: Divulgação/Amazonprev)

A justificativa, para um grande percentual de segurados ainda sem recadastramento, é observada pelo presidente da Amazonprev, André Luiz Zogahib, ao analisar a grande demanda do mês e alguns obstáculos enfrentados pelos beneficiários.

“O problema é que o número total de segurados que precisam se recadastrar varia de mês para mês, e uma das razões para esse não comparecimento é que junho é um dos meses com maior demanda de recadastramento”, salientou.

Zogahib acrescenta, também, que “a falta de familiaridade com os meios eletrônicos, por meio dos quais a Amazonprev informa seus segurados, e a falta de informação das famílias dos aposentados, que muitas vezes supervisionam o recebimento dos benefícios dos segurados, contribuem para a não realização do recadastramento”.