Atendimento a pacientes de anemia pelo Hemoam é investigado pelo MPAM

O procedimento é decorrente de inquérito civil, instaurado a partir de uma denúncia feita pela mãe de um paciente da Fundação

Manaus – O Ministério Público do Amazonas (MPAM), por meia da 54ª Promotoria de Justiça de Saúde Pública (54ª PRODHSP), instaurou Procedimento Preparatório com objetivo de apurar a ocorrência de supostas irregularidades na Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (FHEMOAM), quanto ao atendimento dos pacientes diagnosticados com Anemia Falciforme.

Atendimento a pacientes de anemia pelo Hemoam é investigado pelo MPAM. (Foto: Divulgação/MPAM)

O procedimento é decorrente de inquérito civil, instaurado a partir de uma denúncia feita pela mãe de um paciente da Fundação, que declarou ao MPAM que a Fundação não dispunha de leitos para internação nem médico especialista.

“Nós pedimos informação da FHEMOAM e eles informaram que têm um corpo de médicos e profissionais que atendem esses usuários, mas que, às vezes, há falta de leitos e eles são internados no setor de transfusão”, explicou a Promotora de Justiça Cláudia Maria Câmara titular da 54ª PRODHSP.

A investigação segue com o objetivo de levantar informações sobre as condições do atendimento oferecido, estrutura e quadro funcional da Fundação. A partir do que for levantado, o MPAM poderá ajuizar ação civil pública para buscar, judicialmente, a adequação às demandas de serviços da sociedade.

Anúncio