Aumenta a procura por testes para detecção da Covid-19 nas drogarias de Manaus

A chegada das confraternizações acendeu o alerta para o aumento de casos, levando a uma maior procura por testes rápidos nesse período

Manaus – Com a chegada das festa de fim de ano, a procura por testes rápidos nas drogarias em Manaus aumentou. O número de infectados diminuiu, mas com a realização de confraternizações, acendeu o alerta para o aumento de casos, levando a uma maior procura por testes rápidos nesse período. Uma rede de drogarias registrou, somente na primeira semana de dezembro, diferença de 21% na demanda, se comparado ao mesmo período de novembro que até então era o mês que havia registrado recorde de testes realizados.

(Foto: Marcos Lima / GDC)

O Amazonas já possui mais de 184 mil casos de pessoas infectadas pelo coronavírus e quase 5 mil mortes provocadas pela doença. Desde março, foram adotadas medidas restritivas para coibir o avanço da Covid-19.

Segundo uma nota técnica da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), divulgada na última terça-feira (08), a movimentação maior de pessoas por causa das festas de fim de ano deve acelerar o contágio do vírus, que já circula em alta velocidade. O que pode fazer com que a rede hospitalar volte a colapsar, já que na época de fim de ano, os atendimentos médicos de urgência aumentam por conta das festas.

Dados da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) apontam um pico de 108,8 mil testes realizados entre os dias 23 e 30 de novembro. Na semana anterior, já tinham sido feitos 77 mil testagens. A tendência só aumenta com a aproximação das festas de Natal e Réveillon.

“Em relação às festas que as pessoas querem estar mais perto de suas famílias, de amigos, então essa procura aumentou, principalmente na primeira semana de dezembro, comparado ao mesmo período do ano passado, o aumento foi de 21%. Já tínhamos um crescimento no mês de novembro que cresceu de 63% para 81%, somente nessa semana que podemos detectar o quanto a procura aumentou” disse o farmacêutico Rayfran de Oliveira.

No local é realizado o teste rápido para detectar os anticorpos lgG e lgM, com uma furada no dedo para coletar sangue. O valor é de R$ 74,99. Já o teste de antígeno, a coleta é da mucosa nasal e no valor é de R$ 119,99. O resultado de ambos sai em 20 minutos.

“É importante fazer o teste e não podemos deixar de confraternizar. Essa doença não vai passar agora. A gente deve conviver com isso mais uns três anos, no mínimo, pelo que a gente tá vendo ai. A vida tem que seguir e não podemos deixar de confraternizar. É só respeitar as cautelas possíveis. O exame é bem tranquilo. Chega aqui e faz um teste como se fosse de glicemia. Da uma picada no dedo é é muito rápido. É a segunda vez que estou fazendo. Tendo em vista um caso positivo na família, veio eu e minha esposa e graça a Deus deu negativo”, disse o Advogado Fábio de Assunção.

Anúncio