Bailarina do AM retrata dor e luta dos Yanomamis em desfile do Salgueiro

Cleia Santos participou da equipe de bailarinos da comissão de frente da escola de samba do Rio de Janeiro

Rio de Janeiro – O desfile da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, realizado nesse domingo (11), apresentou o enredo “Hutukara” – que significa a parte do céu do qual nasceu a Terra – e levantou a bandeira em prol da defesa do povo Yanomami. Logo no primeiro ato, a comissão de frente teve participação da bailarina amazonense Cleia Santos como personagem principal.

(Foto: Divulgação)

Comandada pelo coreógrafo Patrick Carvalho, a comissão de frente do Salgueiro retratou a invasão dos garimpeiros nas terras Yanomamis e a luta dos povos originários para manter a floresta em pé.

A amazonense Cleia Santos, junto aos demais bailarinos, mostrou passos fortes e expressivos, além de fazer uma comovente encenação retratando a dor e sofrimento vivido pelos indígenas.

O momento final da comissão de frente foi marcado com a bailarina amazonense subindo em uma espécie de globo como tons verdes e ecoando um grito de resistência pelos Yanomamis e pela Amazônia.

O desfile do Salgueiro é assinado pelo carnavalesco Edson Pereira, que está no segundo ano à frente da escola.

Sobre Cleia Santos

Natural de Manaus, Cleia Santos é formada em Dança pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e atualmente integra o Corpo de Dança do Estado (CDA) e a companhia de danças urbanas Gandhicats.

Ela iniciou sua trajetória na dança aos 8 anos como bailarina da Companhia Ballet da Barra, na zona leste de Manaus, fundada pela professora Marta Martí e pelos professores Eliezer Rabello e Flávio Soares.

Ao longo de sua carreira, Cleia Santos coleciona diversas apresentações no Amazonas e Brasil afora, como no Festival de Dança de Joinville (SC), no Festival Folclórico de Parintins pelo Boi Garantido, e na comissão de frente da Mocidade Independente de Aparecida.

Confira o vídeo da apresentação:

Anúncio