Bolsa família sustenta 37% da população do AM

Levantamento mostra a relação entre a população total e quem vive dos valores do Bolsa Família. Na média do País, 21% da população vive com os benefícios do programa do governo federal

Manaus – Os benefícios do programa Bolsa Família sustentam 37% da população do Amazonas, que está incluído entre os 11 Estados onde os beneficiários representam mais de um terço da população, todos das regiões Norte e Nordeste. Na média do País, 21% da população vive com os benefícios do programa. Os dados fazem parte de levantamento feito pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) a pedido do jornal Valor Econômico e evidenciam a importância dos recursos para a população dessas regiões.

Na média do País, 21% da população vive com os benefícios do programa. (Foto: Divulgação)

O Maranhão é o Estado com a maior relação entre a população total e quem vive dos valores do Bolsa Família. De acordo com o ministério, 48% da população do Estado recebe os recursos. Piauí e Acre vêm a seguir, ambos com 41%. O cálculo chega ao número de beneficiários a partir do tamanho das famílias inscritas no programa. Em seguida, o ministério calcula quanto isso representa na população do município a partir das estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os dados são referentes a dezembro de 2017. Por serem baseados em estimativa do IBGE, o percentual pode diferir da realidade já que o último Censo foi realizado em 2010.Para fazer parte do programa, é necessário ter a renda mensal por pessoa da família de até R$ 185. O Bolsa família repassa entre R$ 39 e R$ 372 para os inscritos no programa, a depender do número de filhos do beneficiário. Os valores repassados, apesar de pequenos, acabam significando parte importante da economia dos municípios mais pobres do Brasil. Os valores repassados pelo programa representam mais de 6% do PIB local para 579 municípios.