Bolsonaro anuncia 1 milhão de doses da vacina contra o H1N1 para o AM

As doses da vacina estarão disponíveis a partir da próxima segunda-feira (18). Anúncio foi feito no fim da tarde desta quinta-feira (14), pelo Facebook

Brasília –O presidente Jair Bolsonaro anunciou na tarde desta quinta-feira (14), durante uma transmissão ao vivo no Facebook, que, a partir da próxima segunda-feira (18), 1 milhão de doses da vacinas contra o vírus Influenza A (H1N1) estarão disponíveis para o Amazonas.

O anúncio foi feito pelo presidente ao lado do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. “Está prevista para daqui a 30 dias uma vacinação em massa contra a gripe (Influenza) aqui no Brasil, mas (devido a) um problema que se antecipou no Estado do Amazonas, com um número grande de pessoas que contraíram a gripe, a partir de segunda-feira (18), 1 milhão de novas vacinas serão direcionadas para Manaus, obviamente, para distribuição a todo o Estado, com a participação da Força Aérea Brasileira (FAB)”, disse Bolsonaro.

Após o anúncio, o Ministro Mandetta informou que a campanha de vacinação foi antecipada apenas no Amazonas. “Este ano a gente antecipou (a campanha) no caso do Amazonas. Nossa campanha vai começar no tempo normal, marcada para 20 de abril. A gente já tinha antecipado um pouco o cronograma para a região sul do Brasil, mas houve uma atipia no Amazonas, com um número muito grande de óbitos, então o presidente pediu para somarmos esforços”.

Em 30 dias, a vacinação começa em todo o País (Foto: Ravena Rosa/ABr)

Na transmissão, o ministro agradeceu ao (Instituto) Butantã, que é quem fabrica as vacinas para o SUS (Sistema Único de Saúde), além do INCQ (Instituto Nacional de Controle de Qualidade), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que faz a certificação no serviço.

“Hoje o presidente deu o toque final, que é viabilizar a logística para enviar as vacinas ao Amazonas. Eu acho que a Secretaria de Estado (de Saúde) deve receber as doses neste final de semana e, até segunda-feira (18), a gente já esteja vacinando, sendo primeiramente gestantes e crianças – que é o grupo de risco principal; depois o público alvo, com bastante organização e, aí, gradativamente, a gente vai produzindo as vacinas para o restante do Brasil”, falou Mandetta.

Em seguida, o presidente Bolsonaro emendou: “Se eu pudesse, estaria lá, só que estarei nos Estados Unidos com o Pedro Ernesto Araújo (ministro das Relações Exteriores) ”.

Na quarta-feira (13), o GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC) divulgou que 24 mortes foram confirmadas pela gripe H1N1, também conhecida como ‘gripe suína’, e que o Amazonas ainda não tinha uma data definida para receber, na rede pública de saúde, a vacina que protege contra a doença, ou uma campanha de imunização para a população. A vacina é aguardada para frear o aumento do número de casos de H1N1, que já matou moradores de Manaus e de municípios do interior do Estado.

Na mesma data, segundo a diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Rosemary da Costa Pinto, as vacinas para o Amazonas já haviam sido produzidas, mas ainda dependiam de testes da Anvisa para serem liberadas.

Prefeitura de Manaus está preparada para a vacinação

A Prefeitura de Manaus já está estruturada para dar início à vacinação dos grupos prioritários contra a Influenza A, com as 183 salas de vacina prontas e os servidores preparados para atender a demanda. No final desta quinta-feira (14), o Ministério da Saúde informou que está enviando 1 milhão de doses da vacina trivalente para o Estado do Amazonas, que deverão chegar até o próximo domingo (17).

O anúncio foi feito pelos secretários de Saúde do município (Semsa), Marcelo Magaldi, e do estado (Susam), o vice-governador Carlos Almeida Filho, na sede do Governo do Estado, na Avenida Brasil, Compensa, zona oeste.

“Já estamos com nosso planejamento definido, com nosso pessoal treinado. A partir da chegada das vacinas, colocaremos em ação nossa logística, que também está preparada para fazer a distribuição das doses para as 183 salas de vacina do município. No decorrer da semana, vamos anunciar a data de início da campanha e a de realização do ‘Dia D’. O prefeito Arthur Virgílio Neto está acompanhando todas as etapas, orientando para que a campanha de vacinação aconteça sem intercorrências”, assegurou o titular da Semsa.

O secretário de Estado da Saúde, vice-governador Carlos Almeida Filho, destacou o esforço concentrado para antecipar a vacinação no Amazonas em razão do surto de síndromes gripais. “Desde o início estamos trabalhando junto com o município para anteciparmos a vacinação, para antecipar a vacinação e hoje recebemos a boa notícia, vinda do próprio presidente Jair Bolsonaro”, disse Almeida.

***Matéria atualizada às 23h03 para acréscimo de informações***