Cachorro permanece ao lado de dono que morre em hospital de Parintins no AM; veja vídeo

De acordo com a direção do hospital, o cão ficou deitado aos pés do dono no leito da unidade

Parintins (AM) – O cachorro de dois anos de idade apelidado pelo dono de ‘Tico’, permaneceu ao lado de seu dono, Paulo Sicsú, de 73 anos, que faleceu na madrugada desta sexta-feira (21), vítima de infarto. O idoso foi velado na Funerária Bentes, em Parintins (distante 372 quilômetros em linha reta da capital Manaus) no Amazonas.

Cachorro permanece ao lado de dono que morreu em um hospital de Parintins no AM. (Foto: Reprodução)

De acordo com o neto, Rafael Pontes Corrêa, de 26 anos, O cachorro e o dono eram inseparáveis, até mesmo no momento em que o idoso passou mal e foi conduzido ao hospital Jofre Cohen, por volta das 6h de quinta-feira (20), ‘Tico’ foi junto na ambulância.

De acordo com a direção do hospital, o cão ficou deitado aos pés do dono no leito da unidade. Os dois só foram separados quando o quadro de Paulo se agravou e ele foi  para a unidade de cuidados intermediários (UCI).

Paulo, que morava no bairro da Francesa, faleceu às 01h20 desta sexta (21) e o corpo foi conduzido para a funerária onde estava sendo velado desde às 03h. O cachorro acompanhou.

O registro feito através de um vídeo mostra o momento em que o cão não sai de perto do caixão, onde está o idoso. permanece por perto, impedindo que outras pessoas se aproximem, como relata o neto, Rafael.

blank

O registro feito através de um vídeo mostra o momento em que o cão não sai de perto do caixão, onde está o idoso. (Foto: Reprodução)

“Eles eram inseparáveis. Meu avô me disse que quando ele fosse seu cachorro ia com ele. O cachorro dele é fiel mesmo. O apelido dele é Tico. Eles repartiam a comida, nunca deixou ele na mão. Eu fiz um trato com meu avô que se o Tico vivesse eu ia cuidar bem dele. Gosto muito de animais também. Sou um cara simples, mas de coração, trabalhador. Se ele ficar comigo vou cuidar dele para lembrar do meu avô”, disse o neto do idoso. Assista:

Vídeo: Divulgação/Youtube/canalJornalistaGilsonAlmeida

 

Anúncio