CADÊ O ASFALTO? Com IPTU em dia, moradores cobram Prefeitura de Manaus

Moradores reclamaram do descaso e a falta de infraestrutura em rua localizada no bairro Novo Aleixo

Manaus – Moradores da rua Cravinho Campos, localizada no bairro Novo Aleixo, no conjunto Águas Claras, zona norte de Manaus, denunciaram o estado de abandono em que se encontra a via que, segundo eles, não veem asfalto há 20 anos, mesmo com a população pagando talões de R$ 500 do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU).

De acordo com uma das moradoras, identificada como Maria das Graças de Abreu Silva,a situação é humilhante colocando em risco a segurança da população e dificultando o tráfego de veículos no local.

“Hoje eu já sou aposentada, mas trabalho em trabalhos sociais, eu amo, é minha vida. eu sempre digo que vim para servir e não ser servida. eu luto aqui pela situação da tua porque eu preciso, pelas sopas que eu faço aqui em dia de domingo. São cinco panelões. O meu celta quebra muito por causa dessa situação. No mês de dezembro ele quebrou quase toda a semana. Mas a gente não desiste. a gente vai a luta, pede até ajuda de amigos para levar a sopa se não a gente não levava”, desabafou a moradora.

Dona Maria contou que em janeiro de 2023 os moradores procuraram a Secretaria Municipal de Infraestrutura de Manaus (Seminf) para fazer as denúncias sobre a situação da rua.

A moradora contou que ocorreu uma reunião onde foi prometido uma solução e até mesmo que a rua estaria dentro do programa “Asfalta Manaus” da prefeitura. Porém, nada foi feito e os moradores continuam se sentido abandonados.

“Nós já estávamos correndo atrás até que conseguimos, porque tudo tem que ter conhecimento para chegar até lá se não não conseguimos entrar. Fizemos uma reunião na Seminf, temos fotos e tudo. Foi quando eles decidiram que iam fazer isso aqui para nós, deram certeza de que iam nos apoiar. Apesar de ser um bairro tranquilo, uma área quase nobre, é vergonhoso viver na situação que nos vivemos. Quando chegamos lá eles enviaram para a estrutura do Coroado, mas não fizeram nada até hoje. Eles avisaram que a nossa rua estava entre as 10 mil que seriam asfaltadas, mas não saiu. Depois falaram que estavam numa ‘programação de verão’ que também não saiu. Mas nada foi feito, e a gente continua nesses sofrimento. A única vez que a prefeitura entrou aqui foi para determinar que o caminhão de lixo entrasse aqui na rua”, disse a moradora.

Dona Maria enfatizou que seu IPTU está em dia e que ela paga um valor de R$ 800. Porém, segundo ela, mesmo realizando os pagamentos de forma correta, os problemas continuam.

Anúncio