Campanha de combate ao fumo, em Manaus, inicia na segunda-feira

De acordo com o secretário da Semsa, Marcelo Magaldi, os fumantes inalam mais de 4.720 substâncias tóxicas, o que inclui o monóxido de carbono, amônia e cetonas

Manaus – Com o tema ‘Tabaco ou Saúde’, a prefeitura inicia, na segunda-feira (26), a Campanha de Combate ao Fumo 2019. A programação será realizada até sexta-feira (30), nas unidades de saúde coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), reforçando as ações para alertar a população, em especial adolescentes e jovens, sobre os riscos do uso do cigarro.

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, destaca que, mesmo com a redução no índice de fumantes em Manaus, registrada a cada ano, é preciso manter a mobilização da sociedade no combate ao uso do cigarro e outros produtos derivados do tabaco, considerando os prejuízos para a saúde da população.

“O tabagismo causa dependência física, psicológica e comportamental. Os fumantes inalam mais de 4.720 substâncias tóxicas, o que inclui o monóxido de carbono, amônia e cetonas. E o arsênio, níquel, chumbo e substâncias radioativas são algumas das 43 substâncias cancerígenas inaladas por fumantes. Comprovadamente, o tabagismo é a causa de, aproximadamente, 50 doenças que podem ser fatais e incapacitantes, como câncer, doenças respiratórias crônicas e cardiovasculares”, alerta Marcelo Magaldi.

De acordo com a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), realizada pelo Ministério da Saúde em 2018, Manaus apresentou um índice 6,4% de fumantes entre a população adulta, menos da metade do que o registrado na pesquisa realizada no ano de 2008, quando o índice foi de 13,5%.

A pesquisa do Vigitel de 2018 aponta, também, a cidade de Porto Alegre (Rio Grande do Sul) com o maior índice (14,4%); e Salvador (Bahia) e São Luís (Maranhão) com os menores (4,8%).

Para a gerente de Promoção da Saúde da Semsa, Francinara da Silva Lima, a redução nos índices de fumantes tem ocorrido por um conjunto de políticas públicas nacionais, estaduais e municipais. Em Manaus, houve a implantação do Programa Municipal de Controle do Tabagismo, em 2008 e, neste mesmo ano, foi iniciada a implantação dos ambulatórios na rede municipal.

De acordo com pesquisa da Vigitel, realizada em 2018, Manaus apresentou um índice 6,4% de fumantes entre a população adulta, menos da metade do que o registrado, em 2008 (Foto: Divulgação)

“O programa organizou as ações de combate ao tabagismo e os Ambulatórios de Tratamento reforçaram os serviços de apoio aos pacientes que desejavam abandonar o uso do cigarro. Em 2008, a rede municipal contava com quatro ambulatórios, ampliando o número ano a ano, chegando a um total de 22 ambulatórios já em 2016”, afirma Francinara Lima.

Além dos ambulatórios, Francinara Lima destaca a importância do trabalho de Educação em Saúde na sensibilização sobre os malefícios do cigarro, envolvendo instituições públicas e privadas, a efetivação da legislação que proíbe o uso do cigarro em locais fechados e coletivos, o trabalho de prevenção realizado pelo Programa Saúde na Escola (PSE) e a capacitação de profissionais realizada pela Prefeitura de Manaus anualmente.

Ambulatórios para Tratamento de Fumantes por zona

Norte

1 – UBS Frei Valério – Rua Bom Jesus, s/nº, Novo Israel;

2 – UBS Sálvio Belota – Rua das Samambaias, 786, Santa Etelvina;

3 – UBS Armando Mendes – Rua 5, s/nº, Conjunto Manôa;

4 – Policlínica Dr. José Antônio da Silva – Rua Aroeiras, 55, Monte das Oliveiras;

5 – Policlínica Anna Barreto – Avenida Grande Circular, s/nº, Monte Sião;

6 – UBS José Figlioulo – Rua Rios Arinos, s/nº, Conjunto Viver Melhor;

7 – UBS Balbina Mestrinho – Rua Major Silvério J. Nery (rua 170), Núcleo 3, Cidade Nova.

 

Sul

8 – Policlínica Castelo Branco  – Rua do Comércio, s/nº, Parque 10;

9 – Policlínica Antônio Reis – Rua São Luiz, s/nº, São Lázaro;

10 – UBS Petrópolis – Rua Delfim de Souza, s/nº, Petrópolis;

11 – UBS Nilton Lins – Avenida Professor Nilton Lins, Lote 3, Parque das Laranjeiras.

 

Leste

12 – UBS Ivone Lima dos Santos –  Rua 8, s/nº, Coroado 3;

13 – Policlínica Comte Telles – Rua J, s/nº, Etapa B, São José 3;

14 – UBS Dr. Alfredo Campos – Rua André Araújo, s/nº, Zumbi 2;

15 – UBS Amazonas Palhano  – Rua Antonio Matias, s/nº, São José 2;

16 – UBS Mauazinho – Rua Rio Negro, 113, Mauazinho.

 

Oeste

17 – Policlínica Franco de Sá – Rua V, 150, Nova Esperança 1;

18 – Policlínica Djalma Batista – Rua 23 de Dezembro, s/nº, Compensa 2;

19 – UBS Deodato de Miranda Leão – Rua Presidente Dutra, s/nº, Glória.

 

Rural

20 – UBSR São Pedro, localizado no quilômetro 35 da rodovia AM-010;

21 – UBSR Pau Rosa, quilômetro 21 da BR 174, ramal do Pau Rosa;

22 – UBSR Ephigenio Sales, AM–010, quilômetro 41.