Casos de malária apresentam queda de 41,7% no Estado

O Amazonas registrou entre janeiro e março de 2019, 19,2 mil casos, contra 11,2 mil, do primeiro trimestre do ano passado. De janeiro a dezembro, foram 71,7 mil casos da doença no Estado

Manaus – Dados do Ministério da Saúde apontam redução de 41,7% nos casos de malária, no primeiro trimestre do ano, em relação ao igual período do ano passado. O resultado no Amazonas, supera o nacional, que foi de 38% de casos de malária no Brasil, em 2019.

No País, houve queda de 38% nos casos de Malária, segundo o MS (Foto: Divulgação/Portal Biologia)

O Amazonas registrou entre janeiro e março de 2019, 19,2 mil casos, contra 11,2 mil, do primeiro trimestre do ano passado. De janeiro a dezembro do ano passado, de acordo com o Ministério da Saúde, foram 71,7 mil casos no Estado.

No País, de janeiro a março deste ano, a pasta notificou 31.872 casos novos da doença. No mesmo período em 2018, foram registrados 51.076 casos de malária. Os dados foram apresentados pelo coordenador-geral dos Programas Nacionais de Controle e Prevenção da Malária do Ministério da Saúde, Cassio Peterka, durante o 4º Seminário Estadual Alusivo ao Dia Mundial de Luta Contra a Malária, que ocorre hoje, em Manaus (AM). Na ocasião, a pasta também lançou a campanha ‘Brasil Sem Malária’, com foco na região Amazônica, que concentra mais de 99% dos casos da doença.

De acordo com o Ministério da Saúde, A redução dos casos de malária no País se deve, principalmente, à integração das ações de saúde realizadas pelo Governo Federal em parceria com os Estados, Municípios e a população contra a malária. Para 2019, entre os principais desafios, estão os de manter a continuidade das ações de vigilância da malária, melhorando a oportunidade no diagnóstico e tratamento, resposta rápida a surtos, mobilização social e orientação de prevenção da doença para a população, fortalecimento dos níveis locais, além de comprometimento de todos os envolvidos nas ações de prevenção da doença.

Para este ano, o Ministério da Saúde, em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), tem intensificado as ações de integração da prevenção da malária com a atenção primária nos estados e municípios. Além disso, o ministério já realizou neste ano duas capacitações com profissionais de saúde com o objetivo de melhorar a metodologia de trabalho com foco na identificação dos focos de malária. Outra importante estratégia da pasta é a sensibilização da população, parte essencial desse processo. Por isso, o lançamento da campanha de comunicação, que neste ano, traz o slogan ‘Brasil Sem Malária’.

Uma ampla campanha será realizada para as populações que vivem nas capitais dos nove Estados da região Amazônica (Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Mato Grosso, Roraima, Rondônia, Tocantins e Maranhão).

Anúncio