Cerca de 100 pessoas caminham pelo fim da violência contra a mulher, em Manaus

O evento, realizado mundialmente, ocorreu na manhã deste domingo (8), no Complexo Turístico da Ponta Negra

Manaus – Com o objetivo de chamar atenção para o fim da violência contra a mulher, o Grupo Mulheres do Brasil, em Manaus, realizou uma caminhada, na manhã deste domingo (8), no Complexo Turístico da Ponta Negra, zona oeste da cidade. O evento é mundial e ocorre de maneira simultânea, tanto no Brasil quanto no exterior.

Na capital amazonense, cerca de 100 pessoas participaram da caminhada. De acordo com a líder do grupo em Manaus, Fabiana Souza, o objetivo é trazer para as ruas os números alarmantes de violência contra a mulher.

“Hoje, a cada duas horas, uma mulher é morta no Brasil, e nós precisamos dar um basta. Então, nós trouxemos pessoas de outros núcleos e grupos, que se juntaram ao Grupo Mulheres pelo Brasil para fazer essa caminhada. Inclusive pessoas que passaram por essa situação de violência”, disse.

Em Manaus, caminhada pelo fim da violência contra a mulher reuniu cerca de 100 pessoas (Foto: Divulgação)

Além da ação realizada neste domingo, o grupo costuma se reunir mensalmente, levando conhecimento, educação e empreendedorismo. “Trabalhamos, também, com uma maneira de acolhimento para que ela se sinta mais segura para denunciar, se manter economicamente, até para sair desse ciclo com o agressor”, acrescentou.

A deputada estadual Joana Darc (PL) participou da caminhada e destacou a importância de falar sobre o assunto, para orientar e chamar atenção da sociedade.

“Inclusive, aqui nós conversamos com a família de uma jovem de Tefé, que sofreu violência. As pessoas estão detidas, mas tem a necessidade de provas. Ou seja, aqui na capital acontece muito a violência (contra a mulher), mas no interior acontece muito mais. Então, isso aqui é importante: mulheres e homens falando que isso não é legal, que é crime e deve ser punido”, afirmou.

Anúncio