Cerca de 40% dos ônibus estão parados, nesta sexta-feira; greve chega ao 4º dia

De acordo com o Sinetram, durante as primeiras horas da manhã, 60% da frota de ônibus estava circulando na capital

Manaus – Cerca de 40% da frota de ônibus amanheceu, nesta sexta-feira (1º), parada nas garagens das empresas, em Manaus. Entrando no quarto dia de paralisação, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado (Sinetram) e as empresas de ônibus seguiram a determinação da Justiça, expedida na última quinta-feira (31), que cobra o funcionamento de 60% da frota de ônibus a partir desta sexta-feira, sob pena de multa no valor de R$ 100 mil por hora de paralisação.

Na quinta-feira, a capital teve 100% da frota de ônibus paralisada, desde às 4h da madrugada. Nos últimos dias, o prefeito de Manaus e o vice Marcos Rotta mediaram reuniões entre o Sinetram e os rodoviários para evitar que a população ficasse sem transporte. Arthur Neto ressaltou que está aberto para receber novamente ambos os sindicatos, para ajudar nas negociações e pôr fim à greve.

A paralisação ilegal já prejudicou mais de 600 mil pessoas. Na terça-feira (29), mais de 350 mil pessoas foram prejudicadas e na quarta-feira (30) mais de 255 mil usuários também foram prejudicados. Atualmente, as nove concessionárias que operam o transporte coletivo de Manaus transportam, em média, 750 mil passageiros em 229 linhas.

Anúncio