Ciclopatrulha realiza deslocamento ciclístico em comemoração ao dia mundial sem carro

O evento é uma forma de estimular a população quanto ao uso da bicicleta como meio de transporte e ferramenta de aproximação

Manaus – Em alusão ao dia mundial sem carro, o ciclopatrulhamento da Polícia Militar realizou, na manhã desta terça-feira (22), o deslocamento ciclístico que visa estimular o uso da bicicleta como transporte e ferramenta de aproximação. A equipe se concentrou na base da ciclopatrulha da PM, localizado na Ponta Negra, zona oeste da capital.

O evento incentiva que as pessoas utilizem a bicicleta como equipamento não poluente, não só na data em que é comemorada, dia 22 de setembro, mas também fazer com que os motoristas de veículos se conscientizem sobre o uso não só do carro ou motocicleta para o seu deslocamento diário.

Outro objetivo para comemorar esta data é a conscientização no trânsito por meio de orientação e conscientização aos motoristas de veículos pesados, para que haja mais respeito em relação à ciclofaixa e a ciclorrota/ciclovia, além de trabalhar como política pública voltado para a preservação do meio ambiente, já que a bicicleta é um meio de transporte não poluente.

De acordo com o capital do ciclopatruplamento da PM, Roberto Vieira, muitos motoristas e até ciclistas desconhecem as diferenças das áreas de onde podem circular. “Essa ação da polícia militar é fazer com que as pessoas respeitem mais o ciclista e a área de circulação exclusiva como a ciclofaixa, ciclovias e as áreas compartilhadas como as ciclorrotas, existem diferenças entre esses espaços é importante a população conhecer esses espaços, motoristas e ciclistas”, disse o capital.

Devidamente equipados e seguindo as medidas do distanciamento social com o uso de EPI’s, o patrulhamento da polícia militar, junto aos grupos independentes de ciclistas, seguiram percurso da base da ciclopatrulha da PM até a ciclofaixa até o 19• Distrito Integrado de Policia (DIP), e retornaram pela ciclovia para incentivar aos motoristas que observaram o deslocamento, entenderem que aquele espaço é destinado aos ciclistas.

O presidente do grupo Fat Bike Manaus, Antônio Caporazzo, é industriário, e há 58 anos é ciclista e faz o devido uso da bicicleta, ele relata que o principal motivo de usar o equipamento é por fazer bem pra saúde.

“Pedalar faz bem pra saúde e a bicicleta hoje em dia é um veículo de transporte de fácil acesso. Nós vemos que aqui na cidade está sendo montado várias ciclofaixas e pedalar além de fazer bem pra saúde, é um esporte que qualquer pessoa pode praticar, é um veículo de fácil locomoção,”ressaltou o Antônio Caporazzo.

Anúncio