Cobertura jornalística do DIÁRIO DO AMAZONAS na ‘Crise do Oxigênio’ será apresentada em MG

A defesa do artigo científico vai ocorrer na sexta-feira (25), no 1ª Congresso de Comunicação do Campo das Vertentes

Manaus – Dois alunos egressos do Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Janaína F. Silva e Jefferson R. Silva, irão representar o Amazonas no 1ª Congresso de Comunicação do Campo das Vertentes, organizado pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), em Minas Gerais. O objeto de estudo dos pesquisadores foi a cobertura jornalística realizada pelo DIÁRIO DO AMAZONAS durante a crise do oxigênio na cidade de Manaus, ocorrida em janeiro de 2021.

Última reunião de alinhamento para a defesa do artigo na próxima sexta (25). (Foto: Reprodução)

Os alunos realizaram uma análise de conteúdo de todas as edições do jornal publicadas naquele mês e constataram que o DIÁRIO DO AMAZONAS cumpriu a função social do jornalismo, prevista no código de ética dos jornalistas profissionais, ao divulgar os fatos e as informações de forma proporcional ao interesse público e ao impacto social naquela triste conjuntura, ou seja, na falta de oxigênio para atender às demandas dos amazonenses que procuravam socorro nos hospitais da cidade.

No estudo, 5 termos do conteúdo das matéria foram analisados: “Covid-19”, “Pandemia”, “Coronavírus”, “Oxigênio”, “Vacina” e “lockdown”. Desses, o “oxigênio” teve um aumento percentual de 98% na presença do conteúdo do jornal no mês de janeiro de 2021, assumindo, assim, a condição de protagonista em relação aos outros termos. Em segundo lugar ficou o termo “Vacina” (56%) e, em terceiro, o “lockdown” (34%).

Com esse percentual, segundo os pesquisadores, torna-se possível afirmar que o DIÁRIO DO AMAZONAS refletiu, quase como um espelho, as informações demandadas pela sociedade naquele momento, ou seja, sobre o oxigênio.

Outro reforçador do papel social do jornalismo praticado pelo DIÁRIO DO AMAZONAS, segundo os pesquisadores, foi o fato de que em duas edições (15 e 17 de janeiro), no ápice da crise, o jornal publicou o seu editorial na capa, cujo conteúdo foi eminentemente voltado ao impacto negativo que isso causaria na população com o aumento vertiginoso no número de óbitos.

No congresso, serão apresentadas 60 pesquisas de várias regiões do Brasil. O artigo sobre a cobertura do DIÁRIO DO AMAZONAS na crise do oxigênio em Manaus será o único representante da região norte no evento. Estudantes, professores e pesquisadores poderão acompanhar o congresso de forma on-line. As inscrições podem ser feitas até às 23 59h da segunda-feira (21). “A ideia é gerar espaços de interlocução, de troca de conhecimentos e de aprendizado para estudantes, além de ser uma forma de socializar o saber com a comunidade”, disse o Prof Dr. Luiz Ademir de Oliveira, coordenador-geral do congresso.

A defesa do artigo científico sobre a cobertura jornalística do DIÁRIO DO AMAZONAS vai ocorrer na sexta-feira (25), por volta das 16h (horário de Brasília).

Anúncio