Codese promoverá concurso público para escolher a ‘marca da cidade’ de Manaus

Certame está previsto para outubro deste ano, e selecionará a representação que melhor identifique a capital do Amazonas

Manaus – Como parte das ações para colocar Manaus entre as 20 melhores cidades para se fazer negócios e entre as dez melhores cidades para se viver no Brasil até 2038, o Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Manaus (Codese), por meio da Câmara de Planejamento Urbano, prospecta a realização de um concurso público para escolher e entregar uma marca da cidade para conferir visibilidade e consolidar a imagem positiva de Manaus em âmbito internacional.

Objetivo da marca é conferir visibilidade e consolidar a imagem positiva de Manaus em âmbito internacional (Foto: Celso Santos/Divulgação)

De acordo com o coordenador da Câmara responsável por desenvolver este projeto, arquiteto Pedro Paulo Cordeiro, a marca da cidade faz parte de um planejamento mais abrangente. “Esse projeto faz parte do plano de cidade que está sendo formatado, o qual são diretrizes que norteiam diversos aspectos para melhorar a cidade, como inovação, mobilidade, saneamento, educação, tecnologia, dentre outros. Além disso, todas as cidades ao redor do mundo que conseguiram se desenvolver bem têm algo que é fundamental: o marketing. Por isso, entendemos que assim como é importante investir nesses setores, consolidar uma marca para a cidade contribui para reforçar uma identidade visual, conceitual e, ao mesmo tempo, promove o sentimento de pertencimento na população”, afirma.

A Câmara de Planejamento Urbano tem como objetivo elaborar um Plano de Cidade, transformando o modelo urbano atual em um modelo sustentável e inteligente, em consonância com as diretrizes do Plano Estratégico do Codese até 2038.

Projeto

Baseado em projetos similares realizados em outras cidades pelo mundo, Pedro Paulo explica que a ideia da marca é que ela represente a pluralidade da cidade de Manaus e que seja conceitual. Além disso, o projeto visa despertar o sentimento de pertencimento em quem nasceu e nos que escolheram a capital do Amazonas para viver.

A marca será entregue ao próximo prefeito, eleito para administrar a cidade no período de 2021-2024. Sendo um produto elaborado e aprovado pela própria sociedade, a ideia é de que seja adotado para diferenciar e valorizar Manaus tanto nacionalmente quanto em terras estrangeiras, capitaneando recursos a partir da atração de investimentos e de turistas.

De acordo com o coordenador da Câmara, a seleção da marca da cidade se dará por meio de concurso público. O edital está em processo de elaboração. A comissão julgadora será composta por integrantes do conselho e representantes de entidades do segmento das artes visuais. O vencedor receberá premiação assim como divulgação do trabalho. O certame está previsto para ser lançado em outubro deste ano.

Codese

O Codese Manaus surgiu baseado em experiências semelhantes de cidade como Maringá, Uberlândia, Brasília, Goiânia, entre outras, todas elas inspiradas no projeto ‘O Futuro da Minha Cidade (FMC)’, da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

A entidade foi criada em Manaus, em 2018, com a finalidade de possibilitar que a sociedade se torne protagonista do futuro da cidade, elaborando e atualizando, de forma contínua e participativa, planos, estudos, projetos e iniciativas decorrentes de tais propósitos. Além disso, estimula o desenvolvimento de nichos de mercado que reduzam a dependência do Polo Industrial de Manaus de forma que dois terços do Produto Interno Bruto (PIB) da capital sejam oriundos de outras matrizes econômicas como a piscicultura, turismo, bioeconomia e polo digital.

“O Codese Manaus tem sido um grande elo entre a sociedade organizada e as organizações governamentais, principalmente a Prefeitura de Manaus. Temos conseguido alinhar nossos planos para o planejamento e melhor futuro para Manaus”, afirma o presidente do Conselho, Euler Guimarães.