Combate à Covid terá reforço em Manaus

Estão sendo chamados 80 enfermeiros e 130 técnicos de enfermagem, para reforçar os Estabelecimentos Assistenciais de Saúde (EAS) e a contratação desses profissionais será temporária

Manaus – Mais 210 profissionais da área de enfermagem estão sendo convocados pela Prefeitura de Manaus para atuar no combate ao novo coronavírus, causador da Covid-19. A medida faz parte das ações determinadas pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, para o enfrentamento da pandemia na capital. A convocação foi publicada na edição 4.970 , do Diário Oficial do Município (DOM) desta quinta-feira (19).

(Foto: Divulgação/ Semsa)

“A pandemia ainda não acabou e esse inimigo invisível, o novo coronavírus, continua no meio de nós. Não temos medido esforços para combatê-lo e o reforço de profissionais vai ampliar os atendimentos na rede municipal de saúde, para que mais pessoas possam ser cuidadas e curadas”, disse o prefeito Arthur Virgílio Neto.

Estão sendo chamados 80 enfermeiros e 130 técnicos de enfermagem, para reforçar os Estabelecimentos Assistenciais de Saúde (EAS) e a contratação desses profissionais será temporária.
O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, disse que a convocação está sendo feita pelo cadastro de reserva da Semsa. “É de suma importância, neste momento, a contribuição desses profissionais para a saúde da nossa população. O prefeito Arthur Neto nos determinou que adotássemos todas as medidas necessárias para combater esse vírus”, afirmou.

Os candidatos selecionados deverão comparecer, no período de 19 a 26 de novembro de 2020, à sede da Semsa Manaus, localizada na avenida Mário Ypiranga Monteiro, nº 1.695, bairro Adrianópolis, na Gerência de Gestão do Trabalho (GTRAB), no horário de 8h às 15h, para os procedimentos pré-admissionais.

A Semsa orienta que os candidatos devem comparecer ao local usando máscaras e portando a documentação necessária em envelope.

Dados
O Boletim Diário Covid-19 da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), edição nº 230, divulgado ontem, trouxe o registro de 740 novos casos de Covid-19. Dos 172.858 casos confirmados no Amazonas até ontem, 68.485 eram de Manaus (39,62%) e 104.373 do interior do Estado (60,38%).

Preocupação
Só na quinta-feira (19), um total de 50 sepultamentos foi registrado nos cemitérios de Manaus, sendo cinco tendo como causa a Covid-19. Desse quantitativo, 43 foram registrados nos espaços público, sendo 4 como Covid-19, e sete nos espaços privados, sendo um causado pelo novo coronavírus.

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, manifestou preocupação ontem. “Falamos em pandemia como se fosse passado e ela está presente. Disseram [FVS-AM] que foram apenas cinco por Covid-19 entre cemitérios públicos e privados. Isso não é verdade, sabemos que é muito pior. A pandemia está aí e é preciso tomarmos providências”, alertou.

Anúncio