Começa o julgamento do acusado da morte da ex-miss Manicoré Kimberly Oliveira

Ele é acusado de homicídio qualificado, crime ocorrido em maio de 2020

Manaus – A 2.ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus iniciou na manhã desta quarta-feira (27) a sessão de julgamento em plenário da Ação Penal n.º 0659697-14.2020.8.04.0001, que tem como réu Rafael Fernandez Rodrigues.

(Foto: Raphael Alves | TJAM)

Ele é acusado de homicídio qualificado, crime ocorrido em maio de 2020 e que teve como vítima Kimberly Karen Mota de Oliveira, ex-miss Manicoré.

A sessão de julgamento, que ocorre no auditório do Fórum Ministro Henoch Reis, no bairro São Francisco, zona Sul de Manaus, começou às 10h15 com a etapa de chamada de nomes que antecede o sorteio dos jurados.

O júri sorteado é composto por quatro homens e três mulheres. A sessão está sendo presidida pela juíza de direito titular da 2.ª Vara do Tribunal do Júri, Ana Paula de Medeiros Braga Bussulo.

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE/AM) está sendo representado pelas promotoras de justiça Marcia Cristina Oliveira e Lilian Nara Pinheiro. O réu – que foi conduzido da unidade prisional ao fórum para participar do julgamento – terá em sua defesa os advogados Josemar Berçot, Josemar Berçot Junior, Eguinaldo Gonçalves de Moura e Camila Alencar de Brito.

blank

(Foto: Raphael Alves | TJAM)

O Ministério Público indicou oito testemunhas de acusação, porém, de acordo com o Código Penal Brasileiro, apenas cinco serão ouvidas em plenário. Já a defesa indicou quatro testemunhas. O réu Rafael Fernandez Rodrigues, que está preso no sistema prisional da capital, deverá ser conduzido ao fórum para participar do julgamento.

A primeira testemunha de acusação ouvida foi a mãe da vítima, Neylla Pinheiro Mota, a partir de 10h36. Ela foi ouvida por meio de videoconferência, uma vez que se encontra hospitalizada em uma unidade de saúde da capital. Ela respondeu aos questionamentos da promotoria e da defesa até 10h56.

A segunda testemunha – uma amiga da vítima – começou seu depoimento às 10h59 e encerrou às 11h40. A sessão prossegue com a oitiva das testemunhas apresentadas pela acusação e defesa.

Anúncio