Comerciantes reclamam que moradores despejam lixos em local impróprio, no Beco do Macedo

O problema é enfrentado, segundo um dos denunciantes, há quase 30 anos

Manaus – No bairro Nossa Senhora das Graças, comerciantes reclamam que moradores jogam lixo no meio da rua. Duas placas, sendo uma delas da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) advertem os moradores sobre a proibição de deixar o lixo no local. O problema é enfrentado, segundo um dos denunciantes, há quase 30 anos.

Fogão, cama, restos orgânicos das lanchonetes são deixados na Rua Libertador, conhecida popularmente como Beco do Macedo. Isso é o que informou o comerciante Joanes Santos, 50. A luta para que o ponto deixe de ser uma lixeira viciada já rendeu até ameaças, segundo informou o próprio comerciante. A falta de educação e consciência, para ele, é o principal problema na comunidade.

“A escola joga aqui, os donos dos lanches jogam, o pessoal do beco joga. Eles me chamam de chato, me xingam, mas quando chove essa sujeirada toda é arrastada lá para baixo, entupindo os banheiros”, disse. Outro comerciante, Raimundo Saldanha, 47, já acha que a melhor saída seria a instalação de uma lixeira comunitária. “Já fizeram umas medidas, mas até hoje não colocaram nada. Para mim, acho que era melhor (lixeira comunitária), porque hoje eles colocam todo o lixo, resto de comida. Cachorro e urubu mexem e fica podre”, relatou. A Semulsp foi contatada sobre o problema no Beco do Macedo, mas até o fechamento da página não retornou.

(Foto: Raquel Miranda)

Moradores pedem solução para buracos no São Geraldo

Um buraco formado na Rua João Alfredo, no bairro do São Geraldo, na zona centro-sul de Manaus, está fazendo aniversário, segundo moradores da área. Um ano. Esse é o período que os buracos que acabaram formando uma cratera em mais da metade da rua, estão no local. Conforme o autônomo Márcio Ferreira, 43, um vazamento de água em um prédio abandonado intensifica o problema.  Segundo Moacir, o desperdício de água vem intensificando o problema.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e foi informado que a rua já está no cronograma de obras do órgão. A Seminf, no entanto, não informou o prazo para iniciar o asfaltamento da via.

Na Rua Pensador, buracos existem há mais de três meses

Moradores da Rua Pensador, localizada no bairro Adrianópolis, zona centro-sul de Manaus, estão reclamando da grande quantidade de buracos no local. De acordo com o morador da área, Adriano Silva, a situação persiste no local há mais de três meses. “Na rua tem muito buraco e quando chove ficam muitas poças e alaga tudo por que não tem por onde escoar a água”, disse. A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) informou que o caso foi encaminhado ao distrito de obras da área para ser inserida na programação de atendimento.

Lixo em ‘escadão’ é alvo de reclamação de moradores

Moradores reclamam da grande quantidade de lixo no ‘escadão’ do bairro São Francisco, na zona sul da cidade, que vem gerando transtorno à população.

Júlio César Dany, 38, morador do local, explica que a situação persiste no local há mais de dois meses. “Não retiram o lixo de lá e é muito fedorento, até cobra já apareceu lá”, disse.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp), mas até o fechamento da página não obteve resposta.