Condutor deve ficar atento à irregularidades durante período de volta às aulas

Escolas e faculdades particulares devem retornar atividades na capital, nesta semana. Manaustrans afirma que irá reforçar fiscalizações para coibir irregularidades

Manaus – A partir desta semana, as atividades em escolas e faculdades particulares de Manaus darão início ao segundo semestre do período letivo deste ano e, em consequência disso, o fluxo de veículo nas principais avenidas da capital devem aumentar. O Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) informou que as principais avenidas receberão reforço na presença de agentes de trânsito para coibir práticas irregulares.

Volta das aulas nas faculdades e escolas particulares aumenta o fluxo de veículos nas principais avenidas (Foto: Eraldo Lopes/Arquivo)

Segundo o Manaustrans, além de gerar fluidez em áreas próximas às escolas e faculdades, a intensificação na fiscalização ajudará a coibir os casos de estacionamento em fila dupla e sobre as calçadas, além de irregularidades relacionadas a travessia de pedestres na faixa.

As avenidas Max Teixeira, Noel Nutels, Pedro Teixeira, Francisco Queiroz e Brasil, das zonas norte, centro-oeste e oeste de Manaus, onde estão localizadas as escolas com grandes corredores de tráfego da cidade, receberão fiscalização intensiva dos agentes de trânsito.

Os agentes do Manautrans podem ser acionados pela população, também, através do número 0800 092 1188.

Para servidor público Raimundo Max, 42, que leva os dois filhos a uma escola particular, localizada na Alameda Cosme Ferreira, zona leste de Manaus, o maior problema no trânsito, no período de volta as aulas, é o estacionamento em filas duplas em frente à escola. “Eu me irrito quando alguém faz uma fila dupla porque além de atrapalhar o trânsito da rua inteira, ainda traz riscos de acidentes para as crianças”, afirma.

Infrações

De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), as principais infrações de trânsito cometidas no período letivo são: estacionamento em fila dupla ou em calçadas, que geram multas de R$ 195,23 ao condutor, além da remoção do veículo; deixar de dar preferência ao pedestre e ao veículo não motorizado, que gera multa de R$ 191,53 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do condutor.