Confederação de Paraquedismo determina suspensão da modalidade em Manaus

A suspensão de salto no Aeroclube segue até o fim das investigações do acidente dos paraquedistas em Manaus

Manaus – A Confederação Brasileira de Paraquedismo (CBPq) determinou nesta sexta-feira (22) a suspensão das atividades de salto no Aeroclube do Amazonas.

A decisão foi tomada devido à tragédia ocorrida no dia 15 de abril, que acabou com uma paraquedista morta e um paraquedista desaparecido, durante um temporal em Manaus.

Por meio de portaria, a confederação anunciou que a suspensão da modalidade esportiva no Aeroclube de Manaus vai seguir até a finalização do Relatório de Investigação de Acidente, “Limitado a 30 (trinta) dias a partir da data da ocorrência, ou revogação desta portaria”, cita o documento.

Clique aqui para conferir a decisão na íntegra.

Anúncio