Coronavírus: Total de casos confirmados no Amazonas é de 80

Foram registrados 13 novos casos da doença no Estado, de acordo com boletim que a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) divulgou nesta sexta-feira (27)

Manaus – O Amazonas já totaliza 80 casos confirmados pelo novo coronavírus (covid-19), segundo os dados atualizados pela Fundação em Vigilância de Saúde do Estado (FVS-AM), na tarde desta sexta-feira (27), durante coletiva online. A diretora-presidente do órgão, Rosemary Pinto, comentou sobre os movimentos que estão sendo realizado no País, em relação a suspender o isolamento domiciliar, afirmando ser preocupante, pois pode atrapalhar todo o plano de combate à proliferação do vírus.

“Nesse sentido, podemos ver cair por terra todo um trabalho, todo um sacrifício daqueles que pararam. Então, nós realmente nos preocupamos com essa situação e insistimos na necessidade de que todos permaneçam em casa. Se nós conseguirmos fazer isso, nós estaremos interrompendo, diminuindo ou retardando a circulação do vírus no nosso Estado”, pontuou.

O secretário-executivo de Atenção Especializada do Interior, Cássio Roberto, e a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Pinto (Foto: Reprodução/Facebook)

Entre esta quinta e sexta-feira, 13 novos casos foram registrados. Dos 80 casos, 74 são de Manaus, dois de Parintins (sendo um óbito), dois em Manacapuru, um em Boca do Acre e um em Santo Antônio do Içá. Seis profissionais de saúde estão entre os casos confirmados.

Onze pacientes estão internados, sendo oito em unidades privadas (dois em UTI) e três no Hospital e Pronto Socorro Delphina Aziz (dois em UTI), que fazem o tratamento experimental com cloroquina. O Amazonas registrou somente um óbito em decorrência do vírus, o que corresponde apenas a 1,23% de letalidade, considerando os 80 casos.

“É uma letalidade baixa, e também é uma excelente notícia, levando em conta que nós estamos chegando na metade dos 15 dias em que nós pedimos para todos ficarem em casa. Nós vemos o impacto no número de casos graves e de óbitos, que, certamente, a permanência das pessoas em casa evita a circulação do vírus”, disse.

Sobre o aumento de casos registrados nos municípios do interior do Estado, a diretora-presidente da FVS-AM falou que, em função da alta transmissibilidade do vírus, há riscos de que o número de municípios com a circulação viral seja ampliado. “Por isso, é fundamental que as pessoas permaneçam onde estão, que elas não circulem e que, principalmente, se mantenham em casa”, acrescentou.

Ações no interior

Segundo o secretário-executivo de Atenção Especializada do Interior, Cássio Roberto, um serviço de UTI aérea foi montado para a remoção de pacientes com suspeita de coronavírus até a capital amazonense.

Já nos municípios polos, serão instalados leitos de UCI, com monitores e respiradores. Nos municípios de Itacoatiara e Manacapuru, serão colocadas ambulâncias exclusivas para a remoção dos pacientes, além de ambulâncias no Porto da Ceasa e da Manaus Moderna.

“Vamos montar um serviço de remoção exclusiva de Covid-19 de pacientes que vêm do interior, com ambulâncias totalmente adequadas”, comentou Cássio Roberto.

Conforme Rosemary Pinto, o Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (Lacen-AM) já está disponibilizando kits para coletas de amostras para os municípios do interior.

“Pelo menos 40% já passaram no Lacen, já pegaram os seus kits, e os demais que providenciem para retirar, para que possamos coletar oportunamente as amostras e conhecer, de fato, a realidade da circulação do vírus no interior. Isso é muito importante, levando em consideração que precisamos isolar os que são suspeitos, colocá-los no isolamento com as medidas de controle adequadas e, principalmente, levar em conta aqueles que têm potencial de agravamento”, destacou.

Aplicativo de monitoramento

Rosemary Pinto destacou que, desde quinta-feira (26), as equipes estão atuando no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes com o aplicativo que faz o seguimento de quarentena, durante 24 dias, de todos os passageiros que ingressam em Manaus por via aérea. De acordo com ela, outros Estados do Brasil já pediram solicitação para utilizar o mesmo sistema.

“Nós estamos tendo uma ótima aceitação, todos os passageiros, até mesmo aqueles que não foram abordados de imediato, já sabem que nós temos o aplicativo e nos procuram para poder baixar. Inclusive, nós estamos recebendo a solicitação de outros Estados, que estão pedindo autorização de uso do nosso aplicativo em outros aeroportos do País”, disse a diretora-presidente da FVS-AM.

* Matéria atualizada às 16h27.

Anúncio