Crianças e estudantes acompanham o eclipse solar do alto da torre do Musa

Cerca de 30 pessoas se reuniram para acompanhar o fenômeno, em Manaus, com visita guiada por astrônomos. Eclipse pode ser visto parcialmente na capital

Manaus – Cerca de 30 pessoas, dentre crianças e estudantes, se reuniram, na tarde desta segunda-feira (21), para acompanhar o eclipse solar do alto da torre do Museu da Amazônia (MUSA), localizado no bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus. As pessoas que foram ao local puderam assistir ao fenômeno através de visita guiada.

O eclipse solar pôde ser visto em sua totalidade em todos os Estados Unidos mas, segundo Yara Laíz, monitora do Clube de Astronomia da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), apenas 21,35% do eclipse pôde ser visto da capital amazonense.

Crianças assistem eclipse com proteção e orientação de profissionais (Foto: Reinaldo Okita)

A decoradora Aurineide da Silva, de 43 anos, contou que se planejou há alguns dias para observar o fenômeno. “Quando eu vi a notícia sobre o eclipse chamei meu filho e me planejei, porque não é sempre que a gente observa uma coisa rara dessa”, contou.

O estudante Vinicius Andrade, de 5 anos, foi ao Museu com a família para visualizar o fenômeno e apesar da pouca idade, já entende o que acontece. “A lua cobriu o sol pra ele ficar escuro mas a gente só pode ver direito com o ‘espelhinho’ (protetor). Eu achei muito legal”, contou o menino.

NASA faz transmissão ao vivo do eclipse solar; acompanhe 

A monitora Yara Laíz ressaltou, ainda, que a expectativa é que este seja o eclipse solar mais visto pela humanidade até hoje. “A previsão é que o próximo eclipse solar aconteça no ano de 2019”, disse.

O diretor do MUSA, Ennio Candotti, afirma que para visualizar o eclipse é necessário ter cuidados com a visão e recomenda a utilização de filtro de soldador número 14, que, segundo Ennio, pode ser encontrado em lojas de materiais de construção. “Não é recomendado utilizar óculos de sol, raios-x de exames ou outro tipo de protetor que não seja este utilizado por soldadores”, orienta Ennio.

O fotógrafo Reinaldo Okita, do D24am, registrou o fenômeno de Manaus:

 

 

 

 

 

Jovens se programaram para acompanhar o fenômeno da torre do Musa (Foto: Reinaldo Okita)

Anúncio