Desfile militar reúne cerca de 10 mil pessoas no Sambódromo

A data celebra os 195 anos da Independência do Brasil. Este ano, a passeata contou com a participação de 5 mil militares, o maior efetivo da última década

Manaus – Cerca de 10 mil pessoas passaram pelo Sambódromo,  Zona Centro-Oeste de Manaus, na manhã desta quinta-feira (7) para conferir o desfile militar de 7 de setembro, de acordo com informações do Comando Militar da Amazônia (CMA). A data celebra os 195 anos da Independência do Brasil. Este ano, a passeata contou com a participação de 5 mil militares, o maior efetivo da última década.

Veja mais fotos do desfile militar

O desfile cívico de 7 de setembro começou por volta de 8h e reuniu, no Centro de Convenções, um total 5 mil militares do Exército, Força Aérea, Marinha e Polícia Militar, entre outras tropas oficiais, numa passeata que durou cerca de 2h. Apesar do forte calor, milhares de pessoas lotaram os espaços do local para assistir ao evento, que contou com a presença do governador em exercício David Almeida.

Desfile Militar contou com 5 mil membros das Forças Armadas (Foto: Raquel Miranda)

A atendente de call center Bárbara Aguiar Rebelo, de 21 anos, foi ao Sambódromo com um grupo de amigas. Juntas, elas pregavam a palavra do Senhor a todos que chegavam ao Centro de Convenções para conferir o desfile cívico.

“O 7 de setembro é um marco histórico, não à toa que é um feriado nacional. É muito gratificante, pois vemos esses grupos militares representando a pátria e todo esse público vindo para o Sambódromo, apesar de, hoje, ser feriado. A gente sabe que tem bastante brasileiro que não é tão patriota, então é muito bom ver esse desfile lotado”, afirmou Bárbara, ao D24.

(Foto: Raquel Miranda)

As irmãs gêmeas Beatriz e Louise Amorim, 17, são estudantes do 3° ano do Ensino Médio do Colégio da Polícia Militar. A dupla participa do desfile, em Manaus, desde a nona série.

De acordo com Beatriz, mais que um ato patriota, o evento no Sambódromo serve para que o público conheça um pouco mais sobre os grupos militares que atuam no Amazonas. “É importante mostrar a atuação do militarismo no Brasil, assim como a disciplina. É uma oportunidade que o manauara tem de conhecer esses grupos que atuam, diariamente, defendendo e protegendo a nossa nação”, concluiu a estudante.

Gêmeas participam do desfile desde a 9ª série (Foto: Gabriel Machado)

Para o comandante militar da Amazônia, general do Exército Brasileiro, Geraldo Antônio Miotto, o grande números de pessoas que assistiu ao desfile é um reconhecimento da população manauara aos serviços das Forças Armadas.

“Nós tivemos uma participação expressiva da população manauara. Isso é um reconhecimento do trabalho das Forças Armadas, que estão presentes a todo momento, 24h por dia e sete dias por semana, em toda fronteira. Hoje mesmo, dia 7, temos um grupo de militares em operação. Essa é a nossa missão, que temos muito orgulho de exercer, todo dia”, frisou o general.

Apesar do recorde de militares que desfilaram nesta quinta-feira, a passeata contou com um número mínimo de viaturas e outros serviços das Forças Armadas do Amazonas. “Este ano, não tivemos paraquedistas e helicópteros e contamos com o mínimo de viaturas militares, no desfile. Isso tudo é em virtude da contingência dos nossos recursos, que estão impactando as nossas operações. Vamos reservar essas horas de voo de helicóptero, por exemplo, para ações militares”, concluiu.

(Foto: Raquel Miranda)

 

(Foto: Raquel Miranda)

(Foto: Raquel Miranda)

(Foto: Raquel Miranda)

(Foto: Raquel Miranda)

Anúncio