Dez morrem no SPA do Alvorada, de acordo com médico; veja vídeo

Segundo o profissional de saúde, quatro morreram por falta de ventiladores e outros seis por falta de oxigênio, pois não havia profissional para troca de cilindro

Manaus – De acordo com médico plantonista do Serviços de Pronto Atendimento (SPA) do Alvorada, dez pessoas morreram entre a noite desta sexta-feira (17) e a madrugada deste sábado (18). Segundo o profissional, que concedeu entrevista na saída da unidade de saúde, quatro mortes foram por falta de ventiladores e as outras seis por falta de oxigênio, devido a ausência de profissional que pudesse trocar o cilíndro.

“Aqui (SPA) tem três ventiladores e um está estragado. Então, quatro pacientes vieram a óbito por falta de ventiladores. Durante a madrugada, houve relatos de falta de oxigênio, não tinha profissional para trocar o cilíndro e seis vieram a óbito”, relatou.

O médico, que não se identificou, cobrou uma postura séria da parte administrativa dos SPAs da cidade e também do Sistema Único de Saúde (SUS). “Estamos aqui trabalhando, assim como os colegas enfermeiros. A gente vê a população indigna, depredando o patrimônio público, colocando a culpa no médico, como se o médico fosse o culpado dos óbitos. Não somos! Nós estamos aqui para trabalhar e estamos trabalhando com seriedade”, disse ele.

Ele reforçou, também, que todos os médicos estão vivendo uma “guerra” e que precisam de “novos combatentes”. “Precisamos de combatentes sérios, que é a parte da gestão”. Sobre o plantão, ele descreveu como “tenso” e que muitas pessoas estão em “estado grave”. “Muita gente com suspeita de Covid-19 e assim, falta material, profissionais estão aqui, mas falta insumos e vidas são ceifadas. Nossa indignação é para que isso melhore e novas vidas não sejam perdidas nessa luta”, finaliza ele.

Nota

Em nota, a direção do Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Alvorada esclarece que, devido ao rápido avanço da pandemia no Estado, o fluxo de pacientes na unidade foi muito alto na noite de sexta-feira (17) e madrugada do sábado (18), o que o impactou na capacidade de atendimento. A falta de profissionais, como médicos e técnicos de enfermagem também tem afetado a capacidade operacional das unidades.

Neste domingo (19), o governo do Amazonas começa a convocar 704 técnicos de enfermagem aprovados em processo seletivo para as unidades que atendem pacientes de Covid-19.

Em relação ao vídeo, a direção acrescenta que o profissional iniciou o plantão no manhã de sábado e que, devido a ausência de outros médicos e não reposição dos profissionais pela empresa médica que presta o serviço, precisou se dividir entre os atendimentos no consultório e na emergência.

A direção entrou em contato com a empresa para resolver a situação da faltas dos médicos, para evitar sobrecarga nos profissionais durante os plantões.

A unidade não está desabastecida de EPIs, mas a direção vem orientando o uso dos equipamentos com racionalidade para evitar desabastecimento. Durante a semana o SPA recebeu lotes de luvas, aventais, protetores faciais, máscaras e óculos.

*Matéria atualizada às 11h54 do dia 19 de abril de 2020.

Anúncio