Dia Internacional da Mulher é comemorado no SENAI

Palestras sobre conscientização da importância da mulher no mercado de trabalho integram a programação

Manaus – As alunas de cursos de Aprendizagem Industrial e funcionárias da Escola SENAI Waldemiro Lustoza foram alvos de programação alusiva ao Dia Internacional da Mulher, desde o dia 6 até hoje, 8, com   palestras sobre o cuidado com a saúde mental da mulher, suas realizações no mercado de trabalho, bem como a importância da prevenção da violência doméstica.

Na manhã de hoje o coordenador da escola, José Alan Moreira, prestou homenagem às mulheres pelo destemor com que se dedicam ao trabalho, aos estudos e ao cuidado da família. “Vocês são a verdadeira essência da resiliência e da força. No palco da vida, desempenham papéis multifacetados com maestria, inspirando a todos nós com sua determinação. Às mulheres que equilibram com graça essas esferas vitais, expresso nossa sincera admiração”, assinalou o Moreira, para desejar que elas sejam exemplos inspiradores para as futuras gerações, na busca do equilíbrio e excelência em todas as áreas da vida.

Uma das palestrantes voluntárias do evento, a psicóloga da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas, Grayce Kelly, enfatizou a importância da abertura de espaço em instituições, principalmente as educacionais, para a fala da mulher, que cada vez mais tem oportunidade de expressão e atuação. De acordo com ela, uma instituição com a presença predominante do sexo masculino, abrir esse espaço para troca de conhecimento, para construção de saberes e para expor seus sentimentos validados pelas outras pessoas, é uma iniciativa muito incrível e de uma humanidade que coloca todos os gêneros em um mesmo patamar. “É importante que possamos abrir espaços e dar oportunidade para que todos possam ter momentos e viver suas emoções”, defendeu.

Maiara Vieira da Silva,18, aluna da turma de desenhista técnico mecânico da escola Senai Waldomiro Lustoza, comenta que no curso a maioria dos participantes é do sexo masculino, mas frisa que estar presente e fazer parte disso é considerado um grande avanço. Ela considera que para a mulher ainda é muito difícil atuar no mercado, mesmo estudando e buscando qualificações, pois existe o etarismo, o desgaste com o superior e os próprios colegas de profissão.

Ressalta a aluna que infelizmente não seguirá na área de desenhista, pois pretende seguir a carreira militar, onde também existe a questão do sexo masculino predominante, porém desistir do seu sonho não é uma opção no momento. Maiara disse que está feliz com a visibilidade que as mulheres estão tendo cada dia mais e agradeceu à escola por proporcionar esse momento de interação de mulheres de várias faixas etárias num mesmo ambiente.

Para Kerolem Schultz, 18, aluna de pintura industrial do SENAI Amazonas, a importância do dia da mulher tem um significado especial, pois hoje em dia é muito comum mulheres não serem notadas no mercado de trabalho, principalmente na área industrial. Kerolem destaca que a palestra de hoje trouxe um estalo de realidade para ela, pois em casa tem o exemplo da mãe e da avó que são mulheres fortes e a ajudam a se tornar uma profissional competente tanto quanto o sexo oposto.

Anúncio