Dia Mundial da Síndrome de Down é celebrado no Amazonas

A data é celebrada desde 21 de março de 2006

Manaus – Em alusão ao Dia Internacional da Síndrome de Down, que é comemorado no dia 21 de março, eventos começam a ser realizados a partir deste sábado (19) em todo o Brasil e o Amazonas também está incluso.

(Foto: Reprodução Pixabay)

Um dos eventos previstos para este fim de semana é a ação social para emissão de RG, carteira PcD e Passe Legal para os sócios da Associação de Pais e Amigos do Down no Amazonas (APADAM)blank, localizada na Rua Presidente Prudente de Morais, 233, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus.

A instituição segue com a programação durante a semana para orientação e conscientização à Síndrome de Down, que ocorre entre os dias 21 a 26 de março, com intuito de dar visibilidade e minar o preconceito a essa população.

Confira a programação da APADAM:

  • Dia 21/03: De 8h às 11h30 – Atividades para as pessoas com Síndrome de Down, apresentação do cantor Carlos Batata, além da  apresentação das dançarinas do grupo de danças da APADAM.
  • Dia 21/03: Às 14h00 – Sessão especial na Assembleia Legislativa pelo dia Nacional da pessoa com Síndrome de Down
  • Dia 21/03: Às 17h30 – Evento iluminação nas cores azul e amarelo na sede da Semasc.
  • Dia 24/03: Às 10h – Sessão especial na Câmara Municipal de Manaus
  • Dia 26/03: De 9h às 12h00 – Roda de palestras no auditório da FIEAM, Avenida Joaquim Nabuco, centro de Manaus. A entrada custa o valor simbólico de R$10,00. Associados da APADAM não pagam.

Em Manaus, várias associações comunitárias realizam o trabalho de assessoria e acompanhamento dos portadores da Síndrome de Down.

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), localizada no bairro Parque 10, zona centro-sul da capital, oferece serviços de atendimento e apoio aos usuários e suas famílias. A APAE marcou a data com diversas atividades, como aulas especiais, concursos de danças e exibição de filmes com a temática contra o preconceito.

O Complexo Municipal de Educação Especial, localizado no bairro Adrianópolis, zona centro-sul da capital, atende crianças com todo o tipo de deficiência intelectual e vai comemorar a data somente na Semana Nacional do Deficiente Intelectual, em agosto.

É necessário destacar que a SD não é uma doença e, sim, uma condição genética que nasce com a pessoa, porém, está associada a algumas questões de saúde que devem ser observadas desde o nascimento da criança.

Anúncio