‘Dobrar teto do SUS é a primeira grande vitória da cidade’, diz David Almeida

O prefeito David Almeida afirmou que o aumento no repasse do SUS é o primeiro passo para transformar a cidade e é uma das maiores conquistas da história da saúde pública de Manaus

Manaus – Em recente evento com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, onde foi anunciada a vinda de mais 108 novos profissionais de saúde do programa federal “Mais Médicos para o Brasil”, na última semana, no auditório da sede da prefeitura, na Compensa, zona oeste, o prefeito de Manaus, David Almeida agradeceu o aumento do teto do Sistema Único de Saúde (SUS) para a capital do Amazonas.

“Dobrar o nosso teto do SUS representa a primeira grande vitória da cidade que, no ano passado, em números fechados, executou um bilhão e 100 milhões de reais, dos quais 190 milhões vieram do governo federal e agora serão 380 milhões de reais”, comemorou o chefe do Executivo municipal.

Investimento Prefeito de Manaus, David Almeida agradeceu o aumento do teto do Sistema Único de Saúde (SUS) (Foto: Semcom/ Divulgação)

O prefeito David Almeida afirmou que o aumento no repasse do SUS é o primeiro passo para transformar a cidade e é uma das maiores conquistas da história da saúde pública de Manaus. “Nos próximos meses a cidade de Manaus dará um salto de qualidade e se tornará um lugar cada vez melhor para se viver. As tratativas com o Ministério da

Saúde começaram no dia 10, com a apresentação das nossas necessidades. Nós vamos ampliar as nossas unidades de referência de combate à Covid-19, que hoje são 22, e praticamente dobrar essa quantidade de UBSs”, destacou o prefeito.  Além do ministro da Saúde, o evento contou com a presença do secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Parente, e da secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe.

Eduardo Pazuello ressaltou a necessidade de atenção que a capital amazonense precisa e como as dificuldades de logística têm atrapalhado as ações do governo federal, que vem vencendo essas barreiras, enviando o suporte adequado. Outro ponto mencionado pelo ministro foi o acompanhamento social que o Ministério da Cidadania passará a fazer no Amazonas. “Ainda nesta sexta-feira, uma equipe chegará em Manaus, para tratar do planejamento estratégico das famílias, em conjunto com a prefeitura”, garantiu.

O secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Parente, elogiou a forma como a gestão municipal vem cuidando das pessoas. O secretário lembrou que desde o início das conversas, a necessidade de médicos era a maior dificuldade apontada. “Eles sempre disseram que o problema era a falta de médicos, então depois de conversar com o nosso jurídico, abrimos o edital emergencial e fizemos exatamente como a prefeitura pediu: 108 médicos em prazo recorde. Hoje chegam os primeiros”, disse Raphael.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, há 29 dias as políticas públicas da atenção básica estão sendo organizadas para que a saúde possa ter melhores resultados e destacou a campanha de vacinação, que já é a mais desafiadora do município.

Anúncio