Domingo de Ramos tem missa com medidas de segurança contra a Covid-19 em Manaus

Além do distanciamento e uso de máscara, este ano cada fiel precisou levar o seu próprio ramo para a celebração

Manaus – A tradicional Missa do Domingo de Ramos, que marca o início da Semana Santa, foi realizada neste domingo (28), em Manaus, com medidas de segurança para evitar infecções de Covid-19. Além do distanciamento e uso de máscara, este ano cada fiel precisou levar o seu próprio ramo para a celebração.

Cada fiel precisou levar o seu próprio ramo para a celebração (Foto: Nainy Castelo Branco)

Segundo o Padre Cesar Agusuto, do Vatican News, a Liturgia nos propõe refletirmos sobre a entrada de Jesus em Jerusalém, para ser aclamado como Filho de Davi e para alguns dias depois ser julgado e condenado como um grande malfeitor, um bandido que subleva o povo. “Estamos chegando no auge, no pico do Ano Litúrgico, com a solenidade das solenidades que é a Páscoa da Ressurreição do Senhor, no domingo próximo”, disse o padre.

blank

O Domingo de Ramos acontece uma semana antes da Páscoa (Foto: Nainy Castelo Branco)

O Domingo de Ramos acontece uma semana antes da Páscoa e abre a Semana Santa. Para a família da técnica de enfermagem, Jaqueline Rodrigues, é um momento especial, de oração e reflexão.

blank

Jaqueline e sua família (Foto: Nainy Castelo Branco)

“Ela (Semana Santa) é um momento de oração e reflexão de todas as situações que a gente tem vivido, principalmente o que nos remete mais a questão da pandemia. É momento de nos encontrarmos com Jesus, de refletir o que ele fez por nós, ações que ele fez pra que nós estivéssemos aqui nesse momento”, contou a fiel.

Celebração lembra vítimas de acidente

Vítimas de acidentes de trânsito foram lembradas pela Prefeitura de Manaus em culto ecumênico para encerramento da Semana Municipal de Combate à Violência no Trânsito, realizado pelo Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), que contou com a presença de parentes das vítimas, secretários municipais e outras autoridades.

A atividade foi realizada em frente ao viaduto Ayrton Senna, na avenida Mário Ypiranga, zona Centro-Sul, local onde houve o maior acidente de trânsito da história de Manaus, no dia 28 de março de 2014, quando um caminhão se chocou com um micro-ônibus, causando a morte de 16 pessoas.

“Terminamos essa semana com esse culto ecumênico em memória às vítimas desse acidente. Precisamos que as pessoas reflitam sobre suas atitudes e a maneira que elas possam colaborar para a redução do número de acidentes nas vias”, disse o diretor-presidente do IMMU, Paulo Henrique Martins, acrescentando que, como parte do cronograma de ações, o prefeito David Almeida determinou a revitalização do memorial do acidente, com a instalação de uma placa com o nome das vítimas.

O culto em memória das vítimas foi ministrado pelo padre Danival de Oliveira da paróquia Nossa Senhora do Carmo, e pelo pastor Alan Ferraz, da Igreja Adventista do Sétimo dia.

Anúncio